Vida Familiar E Profissional: Percepção Das Professoras De Ensino Superior Da Cidade De Manaus – Maria Da Glória Vitório Guimarães

Vida Familiar E Profissional: Percepção Das Professoras De Ensino Superior Da Cidade De Manaus – Maria Da Glória Vitório Guimarães
Acessar

Resumo:

O presente estudo visa pesquisar as mudanças ocorridas ao longo da história do trabalho na vida das mulheres; sua inserção e ascensão no mundo do trabalho e as alterações ocorridas na família e na relação homem-mulher. O modelo feminino de supermulher dos anos 80; calcado num modelo masculino competitivo de forte investimento profissional e o não-reflexo desse modelo na realidade vivida a partir do século XXI. A sobrecarga de trabalho assumida pelas mulheres profissionais; donas de casa; mães; esposas e as conseqüências desse processo de hiperatividade; seguidas de uma trilha de desgastes emocionais; dúvidas e conflitos contemporâneos. O objetivo geral desta pesquisa é conhecer a relação entre trabalho e família e as novas constituições e arranjos familiares na divisão das tarefas; especificamente pretendese investigar conflitos; dificuldades e ganhos entre vida familiar e profissional; bem como; conhecer os desafios encontrados pelas mulheres no desempenho simultâneo de vários papéis; verificar se essas mulheres utilizam estruturas de apoio a famílias com crianças pequenas; além de buscar identificar sinais de fadiga; irritabilidade e desequilíbrio emocional. Para tanto foi aplicado um extenso questionário Famwork em 86 professoras de ensino superior da cidade de Manaus; que tinham filhos com idade entre 0 e 7 anos e vivem com o companheiro. Os dados foram analisados quantitativamente de acordo com as normas do instrumento. As análises mostram que; na dimensão atividades profissional-domésticas; a realização profissional para a população estudada tem forte correlação com a possibilidade de pôr em prática as capacidades adquiridas e ter condições de evoluir profissionalmente. A realização profissional apresentou ainda correlação com a compreensão no ambiente de trabalho acerca da situação familiar; superiores até a questões de remuneração. Foi observada; em 42% das entrevistadas; a existência de correlação entre um dia de trabalho estressante com o aumento da irritabilidade e o não-desligamento das preocupações profissionais quando se chega a casa. Na dimensão divisão das tarefas no casal; as mulheres relatam um volume notadamente maior de trabalho doméstico do que seus parceiros e na distribuição das tarefas quanto aos cuidados com os filhos; a mulher desponta como a principal responsável por esses cuidados; seguida pela ajuda de terceiros e; por último; a figura do companheiro. Entretanto; a mulher reconhece que os homens se comprometem mais em relação aos filhos do que em relação ao trabalho doméstico. As participantes informam que consideram justa a divisão das tarefas entre o casal e não se sentem sobrecarregadas com os cuidados com os filhos. Na dimensão estrutura de apoio; verifica-se que as participantes utilizam; no cuidado com os filhos; tradicionalmente; o apoio de babás e avós e apenas sete por cento recorrem a creches. Em suma; evidencia-se a necessidade de maior conscientização acerca dos ganhos de uma vida profissional e familiar mais equilibrada e harmoniosa; além de ser urgente maior compreensão e respeito aos limites e possibilidades na profissão e na família.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/RP/PSICOLOGIA
  • Área de Conhecimento: PSICOLOGIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 1.09 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: