Vida Após A Morte: Uma Análise Das Escatologias Católico-Romana E Protestante-Reformada E Suas Possíveis Influências No Modus Vivendi Dos Cristãos – Darly Gomes Silveira Filho

Vida Após A Morte: Uma Análise Das Escatologias Católico-Romana E Protestante-Reformada E Suas Possíveis Influências No Modus Vivendi Dos Cristãos – Darly Gomes Silveira Filho
Acessar

Resumo:

Conquanto a expectativa comum da igreja cristã seja a ressurreição dos mortos para redenção plena dos que crêem em Cristo; entre os grupos católico-romano e protestante-reformado há divergência sobre o que ocorre durante o estado intermediário. O católico-romano crê nas doutrinas do purgatório e da intercessão pelos mortos – razão pela qual reza para que a Santa Maria interceda na hora da morte e entrega-se a São José; o padroeiro da boa morte; participa da eucaristia; dá esmola; pratica obras de misericórdia; faz orações e oferece sufrágios em benefício das almas no purgatório; reza para que as almas dos santos defuntos intercedam por eles diante de Deus; louva à virgem Maria como a primeira; dentre todos os remidos; a ser ressuscitada dentre os mortos; e pratica boas obras para atenuar sua situação no dia do juízo final (em razão de crerem que a salvação é alcançada pela fé em Cristo e pelas boas obras). O protestante-reformado crê que enquanto a alma do justo está gozando da comunhão com Cristo; a alma do ímpio está sofrendo afastada de Cristo. Essa situação é temporária; pois ambos aguardam a ressurreição dos mortos e julgamento final para que tanto o justo possa desfrutar da salvação integralmente (no corpo e na alma) assim como o ímpio possa receber o justo juízo integralmente (no corpo e na alma) – razão pela qual não intercede pelos mortos (nem mesmo tem o hábito de visitar os túmulos) e nem pede a intercessão dos santos defuntos; não pratica boas obras com vistas à salvação (nem mesmo procura ocasião para as boas obras); não pratica a extrema unção (mas evangeliza o moribundo no leito da morte); e mantém uma visão polarizada do status pós-morte: céu ou inferno. O cristão protestante-reformado tem a firme convicção de sua salvação (conforme doutrina da perseverança dos santos). Essa é a razão pela qual enfrenta serenamente o luto e a idéia de sua própria morte.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UPM/CIÊNCIAS DA RELIGIÃO
  • Área de Conhecimento: TEOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 3.06 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: