Transformação De Olefinas Alil Aromáticas Pela Sequência: Hidroformilação/Condensação De Knoevenagel/Hidrogenação – Miguel De Araujo Medeiros

Transformação De Olefinas Alil Aromáticas Pela Sequência: Hidroformilação/Condensação De Knoevenagel/Hidrogenação – Miguel De Araujo Medeiros
Acessar

Resumo:

Olefinas alil aromáticas; como eugenol; éter metílico do eugenol e safrol foram submetidos à um processo tandem (hidroformilação/ condensação de Knoevenagel/ hidrogenação) para obtenção de produtos com cadeias carbônicas com; pelo menos; seis átomos a mais. O processo consiste na transformação inicial da olefina à um aldeído; pela incorporação de CO e H2; catalisada por um complexo de ródio; [Rh(MeO)(COD)]2. Seqüencialmente; o aldeído sofre condensação com um composto contendo um grupo metileno ativo (acetoacetona; acetoacetato de etila e malonato de metila); gerando uma nova olefina funcionalizada. A olefina é hidrogenada num processo catalisado pelo mesmo complexo de ródio que participa da hidroformilação. Para otimizar as condições do processo e aumentar a seletividade para os produtos desejados; foram estudados os efeitos da temperatura; do solvente; da natureza e da concentração do catalisador orgânico na etapa de condensação de Knoevenagel; assim como o efeito do ligante auxiliar de fósforo na etapa de hidroformilação. Foi observado que o sistema que apresenta melhor atividade é o que se emprega eugenol como olefina de partida; etanol como solvente; à 90°C; 1% mol/mol (em relação ao substrato) de acetato de piperidina como catalisador orgânico; 3% mol/mol de trifenilfosfina como ligante auxiliar e 0;05% mol/mol de [Rh(MeO)(COD)]2. Em condições ótimas foram obtidos até 83% de rendimento global em produtos de condensação.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFMG/QUÍMICA
  • Área de Conhecimento: QUÍMICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 6.05 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: