Trabalho E Sociabilidade No Sertão Da Bahia: As Quebras E Tiras De Licuri – Joseane Bispo Oliveira

Trabalho E Sociabilidade No Sertão Da Bahia: As Quebras E Tiras De Licuri – Joseane Bispo Oliveira
Acessar

Resumo:

O pastoreio e as atividades extrativas foram as principais atividades econômicas do semi-árido brasileiro até períodos muito recentes. No caso específico do semi-árido baiano; a extração da folha da carnaúba; da maniçoba; da mangabeira e do licuri tornaram-se importantes meios de vida e fontes de renda para diferentes grupos sociais. O objetivo deste trabalho é discutir as relações de sociabilidade desenvolvidas na extração do Syagrus Coronata; oleaginosa importante para a indústria de saponáceo; cosmética e farmacêutica; conhecida como Licurizeiro. As quebras e tiras de licuri era uma atividade essencialmente feminina que envolvia tensões e negociações sociais desde o sistema de meação já que grande maioria dos trabalhadores não possuía terras – e os processos de cercamentos impostos pelos fazendeiros que dificultava o acesso ao produto. Entre os períodos de 1940 até 1990 as quebras e tiras de licuri fizeram parte das experiências dos camponeses do sertão da Bahia e movimentou a economia local; permeando práticas de solidariedade; compadrio e ajuda mútua que constituem o alicerce de todo um processo de sociabilidade baseado no ethos camponês.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNEB/CULTURA, MEMÓRIA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 1.61 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: