Trabalhadores, Máquina Política E Eleições Na Primeira República – Aldrin Armstrong Silva Castellucci

Trabalhadores, Máquina Política E Eleições Na Primeira República – Aldrin Armstrong Silva Castellucci
Acessar

Resumo:

A passagem do Império para a República foi marcada pelo surgimento de um forte clima de otimismo e grande expectativa; por parte de largos setores da classe operária; de melhorar sua condição social e influenciar nos processos de decisão política do Brasil. De norte a sul do país; inúmeras organizações que se autoproclamavam operárias e socialistas foram criadas. Em Salvador; foi fundado; em 1890; o Partido Operário da Bahia; mas; após sérias dissensões em seu interior; a organização cindiu-se; surgindo a União Operária Bahiana. Em 1893; as duas facções rivais se reagruparam; dando lugar à formação do Centro Operário da Bahia. Reconstituímos esse processo e analisamos a composição dessa organização em termos sócio-ocupacionais e étniconacionais; o ideário social abraçado por seus membros; a ampla e complexa rede associativa na qual eles estavam envolvidos; abrangendo irmandades religiosas; sociedades mutualistas e sindicatos. Tem centralidade para a tese o entendimento da forma como ocorreu a participação da classe operária de Salvador nas eleições municipais; estaduais e federais; procurando compreender o sentido da ação do Partido Operário da Bahia; da União Operária Bahiana e do Centro Operário da Bahia. Buscamos dimensionar o significado e o peso do voto operário e das alianças das organizações e lideranças operárias com os partidos e políticos tradicionais. Isso nos levou a procurar saber quantos e quais operários se candidataram e / ou se elegeram para os diversos cargos eletivos. Demonstramos como essa participação ocorreu nos marcos da política tradicional e como a própria estruturação do Centro Operário da Bahia se desenrolou em sintonia com o sistema político-eleitoral da época. Apontamos para a tese de que a forma como estava organizado e o modus operandi de seus militantes; principalmente durante as eleições; faziam com que o Centro Operário da Bahia atuasse e se revestisse do caráter de uma máquina política da Primeira República. Concluo com a assertiva de que a retro-alimentação dos conflitos internos entre as facções; principalmente durante os pleitos para a eleição da diretoria da associação; guardava estreita relação com o processo que redundava na escolha dos representantes do povo nas diversas esferas de poder.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFBA/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.35 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: