Trabalhadores Do Setor De Rochas Ornamentais: Vida, Trabalho, Saúde E Acesso Aos Serviços De Saúde – Marcela Almeida Baptistini

Trabalhadores Do Setor De Rochas Ornamentais: Vida, Trabalho, Saúde E Acesso Aos Serviços De Saúde – Marcela Almeida Baptistini
Acessar

Resumo:

O processo saúde-doença de uma população é determinado socialmente, sendo o trabalho um fator que influencia fortemente o perfil de morbi-mortalidade dos indivíduos. Objetivo: Estudar as condições de trabalho, saúde e acesso aos serviços de saúde referidos pelos trabalhadores da indústria de rochas ornamentais, moradores do distrito de Itaóca Pedra – Cachoeiro de Itapemirim / ES. Metodologia: Estudo quantitativo, de caráter descritivo e delineamento transversal, envolvendo os trabalhadores do setor de rochas ornamentais. Os dados foram coletados através de questionário, aplicado diretamente no domicílio do trabalhador, constando de quatro partes: caracterização sócio-demográfica e do domicílio, morbidade referida e acesso aos serviços de saúde, hábitos de vida, e perfil de inserção/organização do trabalho e cargas de trabalho referidas. Foram alvos da pesquisa 187 trabalhadores, selecionados a partir de sorteio em base de dados do sindicato dos trabalhadores da categoria, de onde foi calculada a amostra mínima. Os dados foram tabulados e analisados de forma descritiva e se buscou, através da estatística analítica, a relação entre variáveis. Resultados: Dentre os vários aspectos abordados na pesquisa, destaca-se o grande percentual de trabalhadores que referiram a presença de algum sinal ou sintoma nos quinze dias anteriores à entrevista e também nos últimos doze meses, 45,5% e 44,9%, respectivamente. Além disso, o percentual de acidente de trabalho entre os trabalhadores também foi bastante alarmante, 49,2%. Do ponto de vista do acesso aos serviços de saúde, quando apresentaram problemas de saúde, o pronto atendimento público foi o mais procurado para morbidade aguda, enquanto que os consultórios médicos privados foram mais procurados para a morbidade crônica. Conclusão: Os altos percentuais de morbidade referida revelam diretamente a grave situação de saúde em que os trabalhadores se encontram, considerando que a concepção de saúde dos mesmos se resume em aptidão para o trabalho, e, indiretamente, revelam as condições inadequadas em que o trabalho é realizado, proporcionando, assim, esse tipo de perfil. Além disso, o serviço de atenção básica do distrito não se constitui numa referência para atenção à saúde destes trabalhadores.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFES/SAÚDE COLETIVA
  • Área de Conhecimento: SAÚDE COLETIVA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 1.24 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: