Tigres: Tristes Operários Do Labor Imundo – Andréa Dias Cunha Souza

Tigres: Tristes Operários Do Labor Imundo – Andréa Dias Cunha Souza
Acessar

Resumo:

O sistema escravista impôs várias formas de exploração e; certamente; uma das mais aviltantes foi à utilização de escravos no recolhimento; carregamento e despejo das imundícies. Dentro do âmbito da escravidão urbana; buscou-se perceber os discursos em torno desses escravos chamados popularmente de Tigres; principalmente no que tange à análise sobre o papel social; as condições de trabalho; os tabus e os estigmas associados a eles. Utilizando-se de análise interpretativa e contextualização de fontes; como: documentos sobre limpeza pública; salubridade; esgoto e escravidão urbana; além de jornais do período; relatos de viajantes; posturas municipais; entre outras; buscou-se montar um panorama sobre a situação dos Tigres na sociedade carioca da primeira metade do século XIX; época em que a cidade apresentava um quadro caótico com relação à limpeza e saneamento; estado agravado ainda mais; pela disseminação de epidemias que assolaram a população. Assim; numa sociedade marcada pelos receios quanto às imundícies; bem como; as emanações e a decomposição desses materiais; os Tigres apresentavam-se como agentes do medo; que suscitavam doenças e; até mesmo; a morte entre a população.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFF/CIÊNCIA AMBIENTAL
  • Área de Conhecimento: ECOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 597.90 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: