Tiête Ontem E Hoje: Preservação Ou Mudança Toponímica E A Legislação Do Ato De Nomear – Uma Proposta De Lei – Ideli Raimundo Di Tizio

Tiête Ontem E Hoje: Preservação Ou Mudança Toponímica E A Legislação Do Ato De Nomear – Uma Proposta De Lei – Ideli Raimundo Di Tizio
Acessar

Resumo:

A nomeação dos lugares é um ato inerente ao ser humano e é tão antigo quanto a civilização. A Toponímia; como ciência; surgiu no século XIX e se ocupa do estudo dos nomes de lugares; seus significados e sua importância para a cultura social dos povos. Na presente tese; que integra os Projetos ATESP e Caminho das Águas; coordenados por Dick (1990; 2001); pretendemos verificar a importância e função do rio Tietê; entre os séculos XVII e XX; em relação aos nomes atribuídos em toda a sua extensão. A tese foi desenvolvida em três fases. Na primeira; fizemos uma análise de hidrotopônimos e dos aglomerados humanos formados ao longo das margens de cursos d’água. Estudamos; inicialmente; os principais rios do mundo e o rio Tietê; especialmente retratado em relatos monçoeiros e em mapas antigos. Como um dos primeiros elementos geográficos a ser nomeado e; por este motivo; registrar potencialmente um saber lingüístico e cultural mais antigo (Dauzat: 1946); os nomes dos rios revelam a ocupação do “sertão desconhecido” e as crenças daqueles que os percorrem. Numa segunda etapa; levantados os nomes das cachoeiras que faziam parte do Tietê de ontem; analisamos os nomes das hidrelétricas que se fixaram ao longo do Tietê de hoje. Verificamos como estes nomes foram dados e se foram alterados no decorrer do tempo. Para isto apontamos a contribuição do rio Tietê para a criação de energia elétrica de grande parte do estado de São Paulo em contrapartida ao impacto e à degradação do meio ambiente com a mudança da paisagem e o desaparecimento de elementos geográficos. Em um terceiro estágio; estudamos a legislação relativa ao ato de nomear espaços no mundo; assim como no Brasil. Coletamos regulamentos de outros países e os comparamos aos nossos; notamos que aqui não há preocupação em fazer uma legislação específica para a denominação de hidrelétricas nem de logradouros públicos. Temos pouquíssimas leis municipais que tratam do assunto. Neste sentido; a nossa colaboração é uma proposta de lei para a normalização destes nomes; a partir dos resultados desta pesquisa. létricas.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/LINGÜÍSTICA
  • Área de Conhecimento: LINGÜÍSTICA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 4.09 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: