Textos Multimodais E Letramento: Habilidades Na Leitura De Gráficos Da Folha De São Paulo Por Um Grupo De Alunos Do Ensino Médio – Viviane Martins Duarte

Textos Multimodais E Letramento: Habilidades Na Leitura De Gráficos Da Folha De São Paulo Por Um Grupo De Alunos Do Ensino Médio – Viviane Martins Duarte
Acessar

Resumo:

A crescente presença da imagem na comunicação verbal; principalmente na mídia; despertou o nosso interesse pelos textos multimodais; dentre os quais selecionamos o gráfico para objeto de estudo. Diante da pouca atenção dispensada pela lingüística a esse gênero textual; buscamos referências na psicologia direcionada à educação matemática; e percebemos que seria viável e interessante tentar contribuir para os estudos sobre a leitura de gráficos; abordando-o; também; em interação com outro gênero; a notícia. Conceituamos o gráfico enquanto um gênero textual; não apenas um recurso ilustrativo agregado a um texto verbal; e o problematizamos como objeto de ensino; a partir de uma sondagem que entrevistou 55 sujeitos. Essa sondagem mostrou; entre outros fatos; que; na escola; os gráficos são mais lidos em disciplinas da área de exatas; e não fazem parte de aulas de português; porém; o contato com esse gênero é relativamente efetivo fora das situações escolares; durante leituras de jornais e revistas. Com as informações levantadas pela análise dessa sondagem; planejamos os procedimentos da pesquisa propriamente dita; em que 45 sujeitos realizaram a leitura de gráficos isolados do suporte do jornal (versão de apresentação G) e de gráficos apresentados junto a notícias; nas páginas da Folha de São Paulo (versão de apresentação GN). Em seguida; cada um deles respondeu a 24 questões; que avaliaram o desempenho em 9 habilidades na leitura dos gráficos nas referidas versões de apresentação. O objetivo geral foi investigar o desempenho dos sujeitos nas habilidades envolvidas na leitura de gráficos; verificando também se essas diferentes formas de apresentação dos gráficos teriam implicações na produção de inferências. Coletados os resultados; foram feitas análises quantitativas; incluindo teste estatístico; e análises qualitativas. A análise estatística mostrou que a habilidade em que se registrou o melhor desempenho foi a de “reconhecer os referentes dos elementos gráficos” e o grau mais baixo de adequação nas respostas foi o da habilidade de “inferir o tema de um texto”. Estatisticamente o percentual de acertos foi considerado alto em todas as habilidades. Analisando qualitativamente as respostas coletadas; constatamos que a compreensão é mais efetiva quando o gráfico é apresentado ao leitor nas suas condições sociais de circulação; ou seja; articulado a outro texto de caráter informativo; como a notícia. Essa pesquisa pretende contribuir para estimular uma abordagem de textos multimodais na escola que tente evitar o total deslocamento (até certo ponto inevitável) entre eles e suas manifestações sociais nos meios de comunicação. Nosso trabalho; portanto; busca ampliar um pouco mais a visão sobre a leitura de um gênero ainda pouco explorado na lingüística textual e levantar questões sobre a multimodalidade no contato entre gráfico e notícia no discurso da informação.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFMG/ESTUDOS LINGÜÍSTICOS
  • Área de Conhecimento: LINGÜÍSTICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.41 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: