Tetrahidrofurano Como Solvente De Adesivos Odontológicos – Silvia Terra Fontes

Tetrahidrofurano Como Solvente De Adesivos Odontológicos – Silvia Terra Fontes
Acessar

Resumo:

O objetivo deste estudo será avaliar o desempenho do tetrahidrofurano (THF) como solvente na composição do primer de um adesivo odontológico experimental através da resistência de união à microtração em dentina após 24h e 6 meses de armazenamento em água. Sessenta incisivos bovinos serão distribuídos aleatoriamente em dez grupos; conforme o tipo de solvente: 1) THF; 2) acetona; 3) etanol; 4) água; 5) THF/água; 6) acetona/água; 7) etanol/água; 8) All Bond 2 (acetona/etanol/água); 9) Opti Bond FL (etanol/água) e 10) Scotch Bond (água). O desgaste na face vestibular dos dentes será realizado até exposição da dentina superficial com lixas de carbeto de silício sob refrigeração. Depois que a superfície dentinária for condicionada com gel de ácido fosfórico a 35% (15s) e lavada com água (30s); o excesso de água superficial será removido com papel absorvente. Nos grupos experimentais; o primer será aplicado sob agitação constante (30s) seguido de jato de ar por (10s) a distância de 10cm; a fim de auxiliar a evaporação do solvente. Uma camada de resina adesiva experimental será aplicada e fotoativada (20s). Os sistemas adesivos de marcas comerciais serão aplicados conforme instruções dos fabricantes. As restaurações serão realizadas com compósito restaurador pela técnica incremental. Os incrementos serão fotoativados individualmente a 1400mW/cm2. Após o período de 24 horas de armazenamento em água a 37ºC; as amostras serão seccionadas obtendo-se uma área de secção transversal de aproximadamente 0;5mm2. Metade dos corpos de prova será testada imediatamente e a outra metade será mantida sob as mesmas condições de armazenamento para avaliação após 6 meses. A resistência de união à microtração (MPa) será testada através de uma máquina universal de ensaios mecânicos (1;0mm/min/100N). As porções correspondentes à dentina serão analisadas por microscopia de luz (500X) e classificadas de acordo com o padrão de fratura em: CD) falhas coesivas em dentina; CC) falhas coesivas em compósito restaurador; A) falhas adesivas; M) falhas mistas ou FP) falhas prematuras. Significância estatística será considerada quando α=0.05.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPEL/ODONTOLOGIA
  • Área de Conhecimento: ODONTOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 806.68 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: