Teste De Alagamento, Deterioração Controlada E Envelhecimento Acelerado Para Avaliação Do Vigor De Sementes De Feijão – Danila Comelis Bertolin

Teste De Alagamento, Deterioração Controlada E Envelhecimento Acelerado Para Avaliação Do Vigor De Sementes De Feijão – Danila Comelis Bertolin
Acessar

Resumo:

O Brasil é o maior consumidor per capita de feijão e possui produtividade média de 946 kg ha-1, e dentre as causas da baixa produtividade Nacional está a falta de utilização de sementes de boa qualidade. O nível de qualidade fisiológica de sementes é avaliado por meio dos parâmetros viabilidade e vigor. A tecnologia de sementes como segmento do processo de produção tem procurado melhorar os testes de vigor com o objetivo de aprimorar a estimativa do potencial fisiológico de um lote de sementes em campo. Atendendo aos interesses da tecnologia de sementes o trabalho objetiva o estudo dos testes de alagamento, envelhecimento acelerado e deterioração controlada para avaliação do vigor de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris, L.). Para isso foram utilizados 30 genótipos de feijão, sendo que o estudo individual de cada teste foi realizado com 19 genótipos. Para o teste de alagamento foram estudadas variações de períodos de embebição (4, 12, 16, 24 e 30 horas), e quantidades de água (50 e 75mL), para envelhecimento acelerado foram avaliadas variações entre temperaturas (41, 43 e 45°C) e períodos (12, 24, 36, 48 e 60horas) e para deterioração controlada o teste foi realizado com avaliação de períodos (0, 2, 3 e 4 dias), temperaturas (37 e 40°C) e umidades iniciais das sementes (0, 16, 20 e 24%). O estudo foi conduzido no Laboratório de Análise de sementes da Universidade Estadual Paulista, campus de Ilha Solteira-SP, durante o período de março de 2008 a março de 2010. Alguns genótipos apresentam comportamento diferente em relação aos parâmetros envolvidos no teste de envelhecimento acelerado, sendo que este pode ser realizado à 43ºC por 24 horas para determinação do vigor, o teste de alagamento possibilita diferenciar lotes de sementes com qualidade fisiológica distinta quando realizado com 50 ou 75mL de água por 12 horas e é influenciado por características genotípicas, como teor de lignina do tegumento. O teste de deterioração controlada apresenta resultados satisfatórios quando realizado tanto à 37ºC quanto à 40°C por 4 dias ou 96 horas com 20% de umidade.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/IS/AGRONOMIA
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.56 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: