Sofrimento Psíquico Na Experiência Laboral De Profissionais Da Saúde – Flaubenia Maria Girao De Queiroz

Sofrimento Psíquico Na Experiência Laboral De Profissionais Da Saúde – Flaubenia Maria Girao De Queiroz
Acessar

Resumo:

O presente estudo teve como objetivo analisar as situações potencialmente geradoras de sofrimento psíquico nos trabalhadores da saúde do ambulatório do Hospital São José. Buscou também identificar situações geradoras de sofrimento psíquico; descrever as estratégias de defesa ante o sofrimento psíquico; conhecer quais são a(s) forma(s) de defesa desenvolvida(s); verificar a possível vinculação entre as estratégias de defesa e a cultura organizacional e analisar a vinculação das estratégias de defesa com o sentido de ócio. A Psicodinâmica do Trabalho; de Christophe Dejours; foi o principal marco teórico fundamentador. Trabalhou-se a cultura à luz de Aguirre Baztán e Clifford Geertz. Em Manuel Cuenca Cabeça fundamentou-se o conteúdo de ócio. A investigação; de abordagem qualitativa valeu-se do método etnográfico. Os dados foram coletados por meio da entrevista narrativa e observação etnográfica. Com base na observação; elaborou-se o Relato Etnográfico e as entrevistas foram tratadas utilizando a técnica de Análise do Discurso do Sujeito Coletivo. A pesquisa revelou situações geradoras de sofrimento ligadas à organização do trabalho. Foram apreendidas; ainda; sete estratégias de defesa elaboradas pelos trabalhadores. Destas; uma se caracteriza como individual e as demais revelam-se coletivas. Encontraram-se fortes indícios de que o ambulatório constitui uma subcultura do hospital manifesta no modo do grupo agir e se relacionar no trabalho. Dentre as estratégias elaboradas; duas delas expressam muito claramente a presença do sentido de ócio (características).

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNIFOR/PSICOLOGIA
  • Área de Conhecimento: PSICOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 20.66 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: