Sistematização Do Cuidar Em Enfermagem: Uma Análise Da Implementação – Sandra Maria Bastos Pires

Sistematização Do Cuidar Em Enfermagem: Uma Análise Da Implementação – Sandra Maria Bastos Pires
Acessar

Resumo:

Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa; descritiva que teve como objetivos descrever o processo de construção da Sistematização do Cuidado (SC); caracterizar a implementação e perceber o processo de construção da SC na etapa de coleta de dados e exame físico. O estudo foi realizado na Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa – PR; com um grupo de vinte enfermeiros que participaram das etapas de planejamento; execução e análise do processo de construção da SC; desenvolvido no período de 27 de março de 2006 a 17 de agosto de 2007. A pesquisa compreende momentos I e II. O primeiro trata do processo de construção da SC; desde a qualificação dos enfermeiros; elaboração; implantação e implementação dos instrumentos da SC na etapa de coleta de dados e exame físico. O segundo apresenta o resultado da entrevista semi estruturada e a síntese do processo de construção da SC como um todo. No momento I foram realizadas 31 reuniões com duração de uma a duas horas; as quais tiveram uma pauta definida; pelo grupo e pesquisador; em função das suas necessidades; interesses e objetivos. As propostas; as decisões e os encaminhamentos do grupo foram registrados. No momento II os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada; a qual foi aplicada aos vinte enfermeiros e analisada segundo Bardin (2000). A participação efetiva dos enfermeiros ocorreu em todas as etapas da construção e da implementação da SC; num processo contínuo. Construiu-se o instrumento de coleta de dados e exame físico; o qual foi percebido pelos enfermeiros. As interpretações dos resultados configuraram-se na significação do estudo para o desenvolvimento das dimensões pessoal; profissional e institucional. Destacaram-se; nesse contexto; a importância do aprofundamento teórico-prático; o desenvolvimento da habilidade de pensar criticamente a realidade; num processo constante de reflexão-acão-reflexão; a necessidade de instrumentalização dos enfermeiros; que assumiram a SC como uma tecnologia que contempla o seu saber e o seu fazer. Ocorreram embates entre as concepções alternativas e as científicas; determinação de objetivos comuns e de respeito aos diferentes saberes; extrapolação da teoria de Horta na construção do marco conceitual; concepção da não mutabilidade dos instrumentos de coleta de dados e exame clínico. O estudo contribuiu; ainda; para o reconhecimento da importância da implementação da tecnologia da SC informatizada – entendida como determinante da identidade; visibilidade e autonomia profissional – e para a compreensão de que nos processos de mudança se ultrapassam os limites estabelecidos pela instituição; com respeito as regras e normas vigentes; vislumbra-se espaços de liberdade e de inúmeras possibilidades; que; neste estudo; configuram-se no desenvolvimento de todas as etapas da SC.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPR/ENFERMAGEM
  • Área de Conhecimento: ENFERMAGEM
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 650.33 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: