Sistemas De Treliças Modulares Para Pontes De Madeira: Uma Boa Alternativa Para O Estado Do Pará – Bianca Oliveira Fernández

Sistemas De Treliças Modulares Para Pontes De Madeira: Uma Boa Alternativa Para O Estado Do Pará – Bianca Oliveira Fernández
Acessar

Resumo:

O Estado do Pará tem uma área de 1.253.164,49 km², possui uma malha hidrográfica abundante e aproximadamente 19.253,35 km de estradas vicinais, que são cortadas por muitos rios. Neste contexto, a construção de pontes com pequenos e médios vãos é imprescindível para a melhoria do transporte intermunicipal e interestadual. O sistema de treliças modulares para pontes, já estudado no Reino Unido, Brasil e implantado na África, como também na América Central, se adéqua bem ao estado, e é constituído por vigas treliçadas planas, que utilizam peças serradas de madeira com seções transversais comerciais na composição da superestrutura da ponte. Procurando-se implantar o sistema no Pará, esse trabalho tem por objetivo a adequação do projeto de uma ponte treliçada de Eucalipto citriodora em projetos com madeiras tropicais, como Maçaranduba, Jatobá e Ipê. Para esta finalidade o sistema modular treliçado foi estudado por meio de análise numérica e experimental, e avaliado para pontes de até 36 m, com superestrutura formada por vigas treliçadas de madeira com 1 m de altura e ligações parafusadas. Como resultado deste estudo foi elaborada uma tabela contendo o número de vigas treliçadas a serem utilizadas em uma largura de ponte de 3,80 m dependendo do tamanho do vão. O sistema proposto proporciona vantagens como redução de custos e maior rapidez de execução, além de posterior reaproveitamento dos módulos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/SC/ENGENHARIA CIVIL (ENGENHARIA DE ESTRUTURAS)
  • Área de Conhecimento: ENGENHARIA CIVIL
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 4.34 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: