Investigações Preliminares Sobre A Influência Do Clima Espacial No Posicionamento Relativo Com Gnss – William Rodrigo Dal Poz

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

O erro devido à ionosfera nas observáveis GNSS (Global Navigation Satellite System) é diretamente proporcional à densidade de elétrons presente na ionosfera e inversamente proporcional a frequência do sinal. Da mesma forma que no posicionamento por ponto, os resultados obtidos no posicionamento relativo são afetados pelo efeito sistemático da ionosfera, que é uma das maiores fontes de erro no posicionamento com GNSS. Mesmo considerando que parte dos erros devido à ionosfera é cancelada na dupla diferenciação, a ionosfera pode causar fortes impactos no posicionamento relativo. O problema principal neste método de posicionamento é a variação espacial na densidade de elétrons, que pode ocorrer em função de vários fatores, tais como hora local, variação sazonal, localização do usuário, ciclo solar e atividade geomagnética. Dependendo das condições do clima espacial, que é controlado pelo Sol, a atividade geomagnética pode ser alterada de forma significativa, dando origem a uma tempestade geomagnética. Nesta pesquisa foram avaliados os efeitos da ionosfera no posicionamento relativo, com observações GNSS da fase da onda portadora (L1), nas regiões ionosféricas de latitude média e alta e na região equatorial. Nas duas primeiras regiões foram analisados os efeitos da ionosfera em períodos de irregularidades, decorrentes de tempestades geomagnéticas. Na região equatorial, que engloba o Brasil, foram analisados os efeitos da ionosfera em função da variação diária e sazonal. No processamento dos dados GNSS foi utilizado o GPSeq, que processa os dados na forma recursiva e fornece os Resíduos Preditos da Dupla Diferença da Fase (RPDDF). A análise dos resultados foi realizada a partir das discrepâncias calculadas entre os valores das coordenadas de referência e as estimadas pelo GPSeq. Além disso, foi realizada uma análise em função dos RPDDF. Foram verificados os efeitos da fase principal e de recuperação da tempestade. Em uma linha de base de 191 km, localizada na região de latitude alta, a discrepância em altimetria foi da ordem de 2,3 m, no período da fase principal da tempestade. Em contrapartida, na fase de recuperação da tempestade o valor da discrepância diminuiu aproximadamente 20 vezes (0,11 m), proporcionando discrepância em altimetria menor do que a obtida em uma linha de base de apenas 20 km. Na latitude média, no mesmo período analisado, não foi verificado efeito da tempestade em uma linha de base de 165 km, em função da hora local. Em contrapartida, foram verificados indícios dos efeitos da tempestade próximo do terminadouro, de acordo com os RPDDF. Na região ionosférica equatorial foi verificada forte influência da hora local nas discrepâncias obtidas, em linhas de base que variaram de 30 a 120 km. Diante dos resultados obtidos, verificou-se que o clima espacial tem forte influência no posicionamento relativo com observações GNSS da portadora L1.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/PP/CIÊNCIAS CARTOGRÁFICAS
  • Área de Conhecimento: CARTOGRAFIA BÁSICA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 13.27 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do pdf
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do baixar
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do epub
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do comprar
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do online
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do mobi
  • livro Investigações Preliminares Sobre A Influência Do download