Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De Mulheres Adultas Da Região De São José Do Rio Preto – Paula Dos Reis Corrêa

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

A candidíase vulvovaginal (CVV) é uma inflamação da mucosa genital decorrente de infecção por leveduras. Os principais sintomas são disúria; hiperemia; ardência; corrimento; prurido; dispareunia; fissuras. Aproximadamente 75% das mulheres sofrem ao menos um episódio de candidíase vulvovaginal; 40% apresentam mais de um episódio e menos de 5% tornam-se recorrentes (CVVR). A CVV tem como principal etiologia; Candida albicans; no entanto; episódios devido às espécies “não albicans” estão aumentando. O manejo das vaginites vem sendo realizado de modo empírico; levando a problemas quanto à terapêutica. Assim; este projeto teve como objetivos caracterizar fenotipicamente leveduras isoladas do conteúdo vaginal de 223 mulheres adultas; sintomáticas (S) e assintomáticas (A); atendidas pelo Serviço de Ginecologia do Hospital de Base de São José do Rio Preto e determinar os indicadores clínicos. Para tal; foi realizada análise micológica dos 223 isolados clínicos; sendo que; 87 amostras apresentaram cultura positiva. C. albicans foi a espécie mais prevalente nos dois grupos (A/S); seguida de Candida glabrata. A maior parte das mulheres era casada com média de idade de 30 a 40 anos; referiu uso de anticoncepcionais e ciclo menstrual regular. Em relação a práticas sexuais houve; para parte das pacientes; concomitância entre os hábitos; anal; oral e vaginal. Quando avaliado o tratamento prévio; não houve evidência de associação com sintomas particulares. A suscetibilidade a antifúngicos; realizada pelos dois métodos de referência disco-difusão e microdiluição; mostrou concordância; estatisticamente comprovada; apenas para o itraconazol. Em relação à produção de fator de virulência; apenas C. albicans produziu fosfolipase. Diferentemente; proteinase foi detectada em C. albicans; C. glabrata e Candida parapsilosis. Esse último fator de virulência esteve associado; principalmente; nos isolados obtidos a partir de pacientes sintomáticas. Os dados do presente estudo permitiram revelar associação entre fatores de virulência com sinais clínicos; detectar fenótipos de suscetibilidade antimicrobiana distintos; obtidos por dois métodos; e enfatizar a importância do diagnóstico clínico aliado à cultura.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/SJRP/MICROBIOLOGIA
  • Área de Conhecimento: MICROBIOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 727.11 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De pdf
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De baixar
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De epub
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De comprar
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De online
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De mobi
  • livro Investigação Micológica Do Fluido Vaginal De download