Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem Das Situações De Risco De Escorregamento Do Município De Blumenau – Sc – Giane Roberta Jansen

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

A problemática ambiental vivenciada em nossas cidades desperta a necessidade de interpretar a interação entre as dimensões social e natural que repercutem na paisagem. A exclusão social – balizada pela dinâmica fluída e constante de uma sociedade globalizada; de planejamento e gestão urbanos ineficazes – tem reflexos diretos na segregação espacial; gerando situações de maior suscetibilidade a riscos. O risco de escorregamento; gerado por condicionantes naturais e/ou antrópicos; é marcado pela rapidez; por movimentos bruscos de terra; e tem feito um grande número de vítimas fatais no Brasil. No município de Blumenau/SC é também considerável o número de registros de ocorrência de escorregamentos. Estudos apontaram 17 áreas de incidência de escorregamentos no município; as quais são estudadas no Plano Municipal de Redução de Riscos – PMRR; financiado pelo Ministério das Cidades. Estas áreas; de ocupação iniciada predominantemente na década de 70; concentram-se principalmente nas porções sul e oeste do município; são periféricas e apresentam restrições legais à ocupação. Esta dissertação concentra seus estudos em duas destas áreas: a área Velha Central e Progresso; selecionadas a partir de critérios posteriormente apresentados. Considerando que as características físicas e sociais influenciam na formação da paisagem; e que; cada momento histórico cria uma paisagem; sendo a paisagem atual a coexistência das anteriores; buscou-se caracterizar o processo de ocupação e adensamento populacional; a composição da paisagem (caracterização física e social); e interpretar as relações entre as estruturas social e físico-natural e os riscos ambientais presentes na paisagem. O estudo mostra que de 2000 a 2005 há um crescimento populacional nas áreas de risco de escorregamento do PMRR cerca 3 vezes maior que no município (2;2% no município e 6;54% nas áreas de estudo do PMRR). A paisagem das duas áreas de estudo apresenta topografia acidentada; em forma de vale; com ocupação densificada nas várzeas; que seguem em direção aos topos de morros (que ainda possuem vegetação densa). Organizam-se através de uma rua principal; que segue praticamente paralela ao ribeirão. Na área Velha Central as ruas secundárias são perpendiculares à principal; e predomina o uso residencial; com um núcleo comercial bastante forte. Na área Progresso as ruas secundárias (em número reduzido quando comparado a da outra área) não possuem traçado fixo. Nesta área predomina o uso residencial; apresentando caracte3rísitcas rurais marcantes na área de preservação ambiental. São bastante evidentes nas duas áreas os núcleos de ocupação precária. As áreas Velha Central e Progresso apresentam perfil social semelhante; porém diferem quanto a características físicas: a área Jordão possui mais limitações quanto a sua formação geológica e apresenta maior declividade. A área Velha Central; embora historicamente mais recente (início do século) que a área Progresso (1850); ao contrário da tendência; tem um crescimento populacional maior e maior oferta de equipamentos urbanos; comércio e prestação de serviços; reflexo direto de seu sítio físico e da proximidade em relação a região central do município. A ocupação mais densificada na área Velha Central é fator desencadeante de um maior registro de ocorrências de escorregamentos que na área Progresso; embora possua uma estrutura física mais suscetível a escorregamentos. Considerando os resultados interpretados; sugere-se que o diagnóstico produzido pelo PMRR para cada área seja mantido atualizado a partir da criação de um sistema de gestão de riscos – composto por técnicos capacitados; legislação coerente e sistemas de informação. Alcançar uma gestão e planejamento urbanos que consigam pensar a cidade de maneira integrada são essenciais; investindo em regularização fundiária; educação ambiental e numa fiscalização do uso do solo efetiva.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: FURB/ENGENHARIA AMBIENTAL
  • Área de Conhecimento: PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 13.22 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem pdf
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem baixar
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem epub
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem comprar
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem online
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem mobi
  • livro Interpretação Ambiental E Evolução Da Paisagem download