Estoque De Biomassa E De Nutrientes De Pousios Enriquecidos Com Inga Edulis Martius Em Áreas Com Histórico De Agricultura E Pecuária No Assentamento Tarumã-Mirím, Manaus-Am – Thelma Mendes Pontes

Estoque De Biomassa E De Nutrientes De Pousios Enriquecidos Com Inga Edulis Martius Em Áreas Com Histórico De Agricultura E Pecuária No Assentamento Tarumã-Mirím, Manaus-Am – Thelma Mendes Pontes
Acessar

Resumo:

As taxas de desmatamento das florestas primárias nos trópicos úmidos vêm crescendo de forma intensiva nos últimos anos; devido principalmente ao desenvolvimento da agricultura itinerante e da pecuária extensiva. Após a fragmentação; exploração e conversão ao uso agrícola; as áreas desmatadas da Floresta Amazônica são usualmente abandonadas para que haja a regeneração natural da vegetação e restabelecimento da produtividade do solo. Estes ciclos levam a uma progressiva redução no potencial produtivo das capoeiras; causada principalmente pela redução do tempo de repouso; por isso; para reativação destas áreas de floresta alterada; tem se recomendado o plantio de espécies leguminosas. O objetivo deste estudo foi avaliar a produção de biomassa vegetal; o estoque e a química de liteira e a melhoria das condições do solo; analisando aspectos físicos; químicos e biológicos durante 15 meses da implantação do pousio melhorado com Inga edulis em uma área de agricultura e uma área de pecuária abandonadas no Assentamento Tarumã- Mirím; Manaus; Amazonas. Em cada área foram delimitadas duas parcelas tratamento; uma com plantio de Inga edulis e outra apenas deixada para regeneração natural. A biomassa aérea acumulada nos 15 meses do experimento; o teor e estoque de nutrientes do Inga edulis e sua altura média foram maiores na área com histórico de uso prévio com agricultura em pousio melhorado. O estoque médio de liteira foi maior nos tratamentos com uso prévio com agricultura e houve diferença significativa entre tratamentos e tempos de coleta. Os teores de N-mineral mostraram diferenças significativas entre pecuária em pousio melhorado e pecuária em regeneração natural em todos os tempos de coleta. Não houve diferença significativa entre os tempos de coleta e os tratamentos de biomassa microbiana. Encontramos um total de 15 grupos taxonômicos constituintes da macrofauna do solo na área de agricultura em pousio melhorado. Maior densidade de macrofauna do solo foi encontrada nas áreas em pousio melhorado e maior biomassa foi encontrada nas áreas com histórico de pecuária. Concluindo que os tratamentos de pousio melhorado e regeneração natural; durante os 15 meses do experimento; não tiveram efeito sobre a fertilidade do solo; embora o acúmulo de biomassa vegetal e nutriente tenham sido maiores nas áreas de agricultura em pousio melhorado; que também produziram maior estoque de liteira e de melhor qualidade química. A análise dos dados para os três tempos de coletas de Nmineral indica um consumo de N-mineral pelas espécies vegetais. Das características físicas do solo estudadas a densidade do solo foi maior nas áreas com histórico de uso prévio pecuária e a porosidade total foi maior nas áreas com histórico de uso prévio agricultura. As biomassas; densidades e grupos funcionais da macrofauna do solo foram maiores nas áreas com histórico de uso prévio pecuária. Um tempo mais longo de observação seria necessário para detectar diferenças significativas nas características do solo; porém os efeitos positivos do pousio melhorado nos parâmetros analisados; indicam que isto deverá ocorrer a curto prazo.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: INPA/BIOLOGIA (ECOLOGIA)
  • Área de Conhecimento: ECOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 1.81 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: