Vicissitudes Da Crença Narcísica: A Depressão No Mundo Contemporâneo – Rogerio Robbe Quintella

Vicissitudes Da Crença Narcísica: A Depressão No Mundo Contemporâneo – Rogerio Robbe Quintella
Acessar

Resumo:

Diretamente vinculado ao Núcleo de Estudos em Psicanálise e Clínica da Contemporaneidade (NEPECC/UFRJ); coordenado por Teresa Pinheiro e Julio Verztman; este trabalho aborda o problema do sofrimento depressivo contemporâneo; partindo de uma análise crítica do seu diagnóstico no campo psiquiátrico. Numa aposta de que a depressão é um sintoma da contemporaneidade; buscamos o enfoque psicanalítico; problematizando o olhar médico em sua pura apreensão descritiva; a qual desvincula a depressão dos contextos subjetivos e mesmo culturais aos quais ela se articula. Nossa hipótese é de que ela apresenta importantes peculiaridades subjetivas na atualidade que diferem sofrimento melancólico. Utilizando como instrumental teórico o pensamento de William James; Richard Rorty; Wittgenstein e Jacques Derrida; tomamos como eixo teórico desta pesquisa a noção de crença narcísica; no sentido de trabalharmos as diferenças entre essas afecções. Nesse patamar; localizamos o luto como processo psíquico que difere tanto da depressão quanto da melancolia; o que faz dessas manifestações psíquicas três formas mutuamente excludentes de reação à perda (luto; depressão e melancolia). Entendemos que a depressão assume aspectos novos na clínica psicanalítica contemporânea; os quais diferem também da depressão histérica e apontam para uma peculiaridade na passagem do eu ideal para o ideal do eu; bem como na relação do sujeito com o tempo nos dias de hoje.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRJ/TEORIA PSICANALÍTICA
  • Área de Conhecimento: PSICOLOGIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 433.59 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: