Transformações Societárias, Os Aparatos Públicos E Os Bolsões De Pobreza: Circunscrevendo As Políticas Públicas Habitacionais No Vale Do Paraíba – Sp. – Leandro Roberto Neves

Transformações Societárias, Os Aparatos Públicos E Os Bolsões De Pobreza: Circunscrevendo As Políticas Públicas Habitacionais No Vale Do Paraíba – Sp.  – Leandro Roberto Neves
Acessar

Resumo:

A proposta desta dissertação estrutura­se na investigação e análise das mudanças sócio-históricas que consolidaram as atribuições administrativas do Estado, com ênfase no Estado brasileiro. O recorte para o entendimento dessas atribuições é o escopo da políticas e dos programas habitacionais públicos. Na sociedade brasileira, ocorreram transformações na estrutura das cidades, na produção do espaço urbano e nas relações produtivas e de trabalho. A questão habitacional configurou­se na esfera estatal, mediada por modelos de administração pública produtores e efetivadores de programas institucionais distintos quantos aos seus procedimentos, no cenário histórico. Nesse caso, os modelos das edificações, a valorização do espaço, o mercado imobiliário e a mobilidade sócio­espacial são os elementos balizadores das formas de enfrentamento da questão social, ora pelos movimentos sociais em torno da moradia, ora pela formulação dos programas de políticas públicas habitacionais. Essas considerações levaram a investigar e analisar a efetivação de políticas públicas habitacionais em situações de tensões urbanas diversificadas, aqui caracterizadas pelo conceito de “trincheiras espaciais simbólicas”. Objetivou­se analisar a relação entre demanda popular por moradia e os programas de políticas públicas habitacionais desenvolvidas pela CDHU, na cidade de Taubaté, SP. Para tanto, utilizou­se de um método indutivo de análise, que incidiu sobre uma amostra estratificada da população e registros da observação direta do pesquisador, dos quais foram selecionados sete sujeitos para aplicação de uma entrevista semi­estruturada. Como resultado, obteve­se: a) que as políticas públicas de habitação da CDHU geram um anacronismo ancorado na inadequação habitacional; b) que a população assistida vivência aspectos de uma pobreza desqualificante e da espoliação urbana, decorrentes da segregação espacial, da degradação da habitação, da imagem marginal do lugar e da dissolvência do direito de cidadania; c) que as trincheiras espaciais simbólicas configuram­se no antagonismo das áreas edificadas dos conjuntos habitacionais e seu entrono.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNITAU/GESTÃO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
  • Área de Conhecimento: TÉCNICAS DE PLANEJAMENTO E PROJETO URBANOS E REGIONAIS
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2004
  • Tamanho: 2.00 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: