Transformações Nas Configurações Entre Estado E Ongs No Brasil: Uma Análise A Partir Das Novas Dimensões Do Capital – Sávio Da Silva Costa

Transformações Nas Configurações Entre Estado E Ongs No Brasil: Uma Análise A Partir Das Novas Dimensões Do Capital – Sávio Da Silva Costa
Acessar

Resumo:

A partir da questão central Em que medida a Crise do Estado repercute no perfil das ONGs?desenvolveu-se este trabalho cuja finalidade é elaborar uma análise crítica da história das Organizações Não-Governamentais (ONGs) e de suas relações com o Estado ante as mudanças do sistema capitalista. De maneira geral; as ONGs latino- americanas; em particular as brasileiras; surgem dos Movimentos Sociais e dos Centros de Educação Popular num contexto de luta contra um Estado interventor e ditador. Assim; estas organizações se colocavam à margem do Estado; lutando pelos direitos civis e pela democracia; numa perspectiva de se tornarem uma alternativa ao Estado (e ao sistema capitalista). Porém; com a internacionalização do capital; que atinge seu auge na década de 70; e a conseqüente insustentabilidade do Pacto Social Tripartite (cerne da Crise do Estado); mudam-se as configurações entre Estado; Capital e Trabalho; daí; uma nova lógica se instaura nas relações políticas e econômicas mundiais: o neoliberalismo. Esta mudança nas configurações; legitimada pelo discurso neoliberal; é responsável pela migração do poder do âmbito dos Estados para o âmbito internacional; onde estão dispostas agora grandes corporações de maneira horizontalizada; que influenciam diretamente na decisão de Estados e organismos multilaterais; em prol de seus interesses. Neste contexto; as ONGs são atingidas pelas mudanças nas políticas de cooperação internacional; em que figuram as Agências de Cooperação. Os fundos públicos e privados agora são menos acessíveis e sua concessão moldada sob a ótica liberal; que contempla metas; objetivos e resultados. Com isto; o pensamento e as práticas das ONGs são engessados e estas começam a “entrar no jogo” por uma questão de sobrevivência. A partir deste momento; elas se tornam uma alternativa do Estado (e do sistema capitalista).

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFBA/ADMINISTRAÇÃO
  • Área de Conhecimento: ADMINISTRAÇÃO
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 787.03 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: