Transformações Na Organização Espacial Do Município De Rio Pardo- Rs – Emerson Lizandro Dias Silveira

Transformações Na Organização Espacial Do Município De Rio Pardo- Rs – Emerson Lizandro Dias Silveira
Acessar

Resumo:

A presente dissertação busca compreender o processo de organização espacial do município de Rio Pardo(RS) a partir das transformações territoriais em distintos momentos históricos, desde sua fundação, até a ação contemporânea dos novos atores econômicos e políticos que se articulam no município em estudo. Os objetivos específicos buscam: (a) caracterizar os diferentes marcos de estagnação econômica sofridos pelo município ao longo do tempo,(b) apreender os efeitos do processo de globalização na economia gaúcha e no município de Rio Pardo, o qual é responsável por transformações nas atividades agrícolas tradicionais, (c) compreender o papel do estado, das políticas públicas e das empresas privadas em Rio Pardo, os quais redefinem novas dinâmicas e funcionalidades espaciais, (d) verificar como as novas dinâmicas repercutem nos setores econômicos, sociais e na cultura, reorganizando o espaço do município em estudo. A metodologia de pesquisa embasa-se no método dialético, buscando compreender, ao longo do tempo, os diferentes períodos históricos de desenvolvimento e estagnação que Rio Pardo sofreu, bem como suas consequências sócioespaciais. A pesquisa foi realizada a partir da coleta de dados primários, tais como entrevistas semiestruturadas e abertas e registros fotográficos através de trabalho de campo. Os dados secundários foram extraídos de publicações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, da FEE (Fundação de Economia e Estatística) e Emater. A organização espacial do município de Rio Pardo é resultado de um processo histórico que confunde-se com a própria história do Rio Grande do Sul. Em função de diversas transformações de ordem econômica, política, social e cultural sofridas pelo território gaúcho, a cidade foi perdendo importância no cenário econômico e político, pois manteve sua base produtiva assentada na agropecuária tradicional, tornando-se um espaço estagnado, sem dinamismo econômico capaz de atrair investimentos e de se desenvolver. Atualmente, em função das novas lógicas capitalistas no Rio Grande do Sul e de diferentes políticas públicas desenvolvimentistas, percebem-se novas dinâmicas que se desenham no espaço e provocam mudanças econômicas, políticas, culturais e técnicas em Rio Pardo.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFSM/GEOGRAFIA
  • Área de Conhecimento: GEOGRAFIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 10.40 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: