Transferência In Vitro De Uma Nanoemulsão Artificial Para A Fração Hdl De Pacientes Com Diabetes Mellitus Tipo 2 – Talita De Mattos Seydell

Transferência In Vitro De Uma Nanoemulsão Artificial Para A Fração Hdl De Pacientes Com Diabetes Mellitus Tipo 2 – Talita De Mattos Seydell
Acessar

Resumo:

O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) constitui um dos mais importantes problemas de saúde pública no mundo. A alta concentração plasmática de triglicérides e a baixa concentração do HDL-C são as principais alterações lipídicas no DM2. A hipertrigliceridemia; além de outros fatores; pode alterar a composição das lipoproteínas; ocasionando alterações funcionais das partículas. O efeito antiaterogênico da HDL se dá; sobretudo; devido à sua ação de promover o Transporte Reverso do Colesterol; sendo a troca lipídica entre as lipoproteínas uma das etapas desse processo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o tamanho da partícula de HDL e sua capacidade em receber seus lípides constituintes de outras lipoproteínas. O método é baseado na troca lipídica ocorrida entre uma nanoemulsão artificial (LDE) marcada radioativamente com 14C-CL e 3H-TG ou 14CFL e 3H-CE que se assemelha à estrutura lipídica da LDL; usada como doador de lipídeos. Neste trabalho foram estudados 45 pacientes diabéticos (53±7 anos) e 45 indivíduos sem a doença (55±8 anos); como grupo controle. As taxas de transferência de colesterol livre e fosfolípides para a HDL foram maiores no grupo dos pacientes diabéticos quando comparados com o grupo controle (CL= 7;1±1;7 e 6;4±1;4%; p=0;0400; FL= 23;6±2;4 e 19;3±3;3%; p<0;0001; respectivamente). No entanto; não houve diferença na transferência de éster de colesterol e triglicérides entre os pacientes diabéticos e indivíduos controles. O tamanho da partícula de HDL também não foi diferente entre os grupos. As transferências de éster de colesterol; triglicérides e colesterol livre correlacionaram-se positivamente. Houve também correlação positiva entre a concentração plasmática do colesterol total e LDL-C com a taxa de transferência de triglicérides e entre a concentração plasmática da apoAI com a taxa de transferência de éster de colesterol e de colesterol livre. Em virtude da partícula de HDL ter importante papel antiaterogênico; a maior transferência de FL e CL para a HDL no DM2; podem ser relevantes para estabelecer mecanismos antiaterogêncios associados a alterações na lipoproteína relacionados com o DM2.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/CARDIOLOGIA
  • Área de Conhecimento: MEDICINA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 262.12 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: