Transferência De Imunidade Passiva E Comportamento De Cordeiros De Corte Recém-Nascidos – Carolina Faria Turquino

Transferência De Imunidade Passiva E Comportamento De Cordeiros De Corte Recém-Nascidos – Carolina Faria Turquino
Acessar

Resumo:

Aspectos relacionados à transferência de imunidade passiva (TIP) foram estudados em 290 cordeiros recém-nascidos; mestiços Texel; manejados extensivamente em contato permanente com as suas mães; e criados em região de clima tropical. Amostras de sangue foram colhidas dos cordeiros uma única vez entre 24 e 36 horas de vida para obtenção do soro sanguíneo. Foram determinadas a atividade da gama glutamiltransferase e as concentrações de proteínas totais por refratometria e colorimetria; de albumina; alfa; beta e gamaglobulinas por eletroforese e de IgG estimada pela turvação pelo sulfato de zinco. Os cordeiros foram agrupados de acordo com o sexo; o número de partos das ovelhas; o escore de condição corporal (ECC) da ovelha; o número de cordeiros nascidos; o peso e a vitalidade ao nascimento. Os fatores de risco para a ocorrência de falha na transferência de imunidade passiva (FTIP) foram identificados e a sua associação com a mortalidade de cordeiros foi testada. Foram estabelecidas correlações entre as variáveis estudadas. As atitudes exibidas por 36 cordeiros nascidos com bom vigor de ovelhas que apresentavam boa habilidade materna foram avaliadas durante a sua primeira hora de vida. A TIP não foi influenciada pelo sexo; pelo número de partos ou pelo ECC das ovelhas. Houve diferenças entre os cordeiros únicos e gêmeos e entre os que nasceram com peso ³ 3 kg e < 3 kg. A FTIP foi pouco frequente (12;4%); mais provável em gêmeos (p=0;026) e em cordeiros leves (p<0;001) e esteve fortemente associada com a mortalidade dos cordeiros até os 60 dias de vida (p<0;001). A taxa de mortalidade geral foi de 11;3%; e 30;5% dos cordeiros com FTIP morreram; quase todos no primeiro mês de vida. A concentração de proteína total determinada por refratometria se correlacionou (p<0;001) com as concentrações de gamaglobulinas (r = 0;816) e de IgG (r = 0;810) e o valor crítico ≤ 5;0 g/dL para a proteína total pode ser admitido como indicador de FTIP. Os cordeiros nascidos com boa vitalidade demoraram 1;9 minutos para adotar decúbito esternal; 5;7 minutos para tentar se levantar; 11;4 minutos para se manter em estação e caminhar; 13;2 minutos para tentar mamar e 21;1 minutos para mamar o colostro pela primeira vez. Realizaram de 8 a 13 mamadas de colostro na primeira hora de vida; com duração de 14 a 23 segundos cada. Sob condições de clima tropical a FTIP pode ser considerada pouco frequente em cordeiros mestiços de corte; entretanto; a vigilância e os cuidados devem ser intensificados no caso do nascimento de cordeiros gêmeos com peso reduzido

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UEL/CIÊNCIA ANIMAL
  • Área de Conhecimento: MEDICINA VETERINÁRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 535.57 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: