Trajetórias Interrompidas: Um Estudo De Caso Sobre Exilados Políticos De Minas Gerais (1964-2004) – Marcelina Silveira De Queiroz

Trajetórias Interrompidas: Um Estudo De Caso Sobre Exilados Políticos De Minas Gerais (1964-2004) – Marcelina Silveira De Queiroz
Acessar

Resumo:

Esta dissertação busca compreender e problematizar aspectos ligados à ditadura militar no Brasil; implantada em 1964; e seus desdobramentos; focando principalmente a trajetória de alguns exilados; a volta do exílio; bem como a inserção sócio-política e identitária de exilados políticos mineiros no contexto da redemocratização brasileira (1979- 1989). O marco inicial é o período de “distensão” ou abertura política na segunda metade da década de 70 e o surgimento dos movimentos de luta pela anistia; quando entram em cena os Comitês Brasileiros de Anistia; CBAs. Isso ampliou o debate sobre as questões das prisões; das torturas; dos direitos humanos; do exílio e da anistia; resultando na aprovação da Lei da Anistia em agosto de 1979 e no retorno de vários exilados. A relevância do estudo é marcada pelo fato de envolver as histórias de homens e mulheres que foram punidos por denunciar ou combater a opressão do regime civil-militar; sofreram cortes e rupturas irreparáveis; ou até mesmo; perdas definitivas e ainda não completaram seu trabalho de luto; já que muitos estão em processo de luta por reparações morais; financeiras e até mesmo históricas. Portanto; é através do relato e registro dessas experiências que se buscou apreender a história e a memória; de luta e de luto; desses sujeitos históricos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFJF/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 15.47 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: