Trajetórias Atlânticas, Percursos Para A Liberdade: Africanos E Descendentes Na Capitania Dos Guayazes – Maria Lemke Loiola

Trajetórias Atlânticas, Percursos Para A Liberdade: Africanos E Descendentes Na Capitania Dos Guayazes – Maria Lemke Loiola
Acessar

Resumo:

A história da escravidão no Brasil tem trazidos novos significados à atuação dos escravizados. Esses estudos os apresentam como sujeitos ativos na sociedade e alertam para a relevância de incorporar o continente africano na análise. Nessa perspectiva; esta dissertação apresenta os africanos e seus descendentes desde as trajetórias atlânticas até os percursos do fazer-se livre na Capitania de Goiás; durante o século XVIII. O enfoque valeu-se do conceito de escala como operador de complexidade e noções da micro-história (CASTRO; 1995; LEVI; 2000; REVEL; 1998; Cerutti; 1998) na construção de uma abordagem historiográfica da trama indissociável social; cultural; econômica e política; a partir do cruzamento de diversas fontes documentais; as quais permitiram emergir campos de análises relacionados; aparentemente desconexos. Assim; buscou-se evidenciar os significados da atribuição colonial (cor; procedência e grau de liberdade) dos escravizados; e sua estreita correlação com a condição social que; apesar de limitar a mobilidade; não os impedia de empregar refinadas estratégias políticas para se libertarem. Entre as condições da pesquisa destaca-se: a correlação das rotas do tráfico Atlântico e a prevalência da nação mina no período mineratório e posteriormente angola; com a expansão da agropecuária: redução brusca no batismo de filhos de mulheres forras e crescimento da natalidade entre escravizados; manutenção da produção escrava: mudança no padrão demográfico ao final do século XVIII e início do XIX; predominando forros(libertos); cuja maioria eram mulheres e pardos: bem como ao término dos setecentos uma efervescência de idéias e disputas políticas entre conservadores; ilustrados; os quais produziram uma sociedade mais permeável que muitos escravizados souberam utilizar no percurso para a libertação.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFG/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.61 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: