Trajetória Do Turismo No Litoral Centro-Sul De Sc: Impactos Socioambientais, Desafios E Oportunidades Para Estratégias De Desenvolvimento Territorial Sustentável – Guilherme Pinto De Araujo

Trajetória Do Turismo No Litoral Centro-Sul De Sc: Impactos Socioambientais, Desafios E Oportunidades Para Estratégias De Desenvolvimento Territorial Sustentável – Guilherme Pinto De Araujo
Acessar

Resumo:

Esta pesquisa aborda o problema da dinamização socioeconômica de uma região costeira; especificamente nos municípios de Garopaba e Imbituba; situados no litoral do Estado de Santa Catarina. Sugere-se que o processo de desenvolvimento baseado no turismo de massa; apesar de promover a economia da região; tem induzido sérios danos socioambientais. Nesse sentido; leva-se em consideração a possibilidade de indução de um padrão alternativo de desenvolvimento. O objetivo geral do trabalho foi identificar os obstáculos e as potencialidades do turismo ecológico-comunitário como estratégia indutora de estratégias de Desenvolvimento Territorial Sustentável; e a possibilidade de fomento a uma forma alternativa de turismo na região. Empregou-se uma metodologia qualitativa de pesquisa; incluindo entrevistas semi-estruturadas com atores-chave e observação participante. A interpretação das informações foi realizada através da análise de conteúdo temático. A partir da análise da trajetória de desenvolvimento da região foram distinguidas três fases do desenvolvimento do sistema turístico; sucessivamente; marcadas pela dificuldade das populações locais em acessar bens materiais industrializados no pré-turismo; pela perda de autonomia das comunidades aliada à melhoria de suas condições materiais de vida no turismo mercantil; e; por último; pela inserção do turismo de massa na região de estudos; culminando na diminuição de alternativas socioprodutivas das comunidades autóctones. As principais conclusões sugerem que é pouco provável que o sistema turístico de massa sofra modificações no curto ou médio prazo. O obstáculo mais crítico refere-se à ausência de um planejamento estratégico voltado ao setor turístico; principalmente o ecológico-comunitário. Contudo; a principal oportunidade faz menção à potencialidade de criação de um sistema socioprodutivo integrando setores da economia tradicional; tendo o turismo ecológico-comunitário como seu vetor de integração. Este arranjo caracterizaria um importante estímulo às atividades tradicionais que compõem a identidade cultural das comunidades; e; por implicação; potencialmente capaz de resgatar sua autonomia sociopolítica.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFSC/AGROECOSSISTEMAS
  • Área de Conhecimento: Área Não Informada
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 5.28 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: