Trajetória Do Centro De Massa Na Marcha Humana Normal Em Ambiente Aquático – Camila Costa De Araújo

Trajetória Do Centro De Massa Na Marcha Humana Normal Em Ambiente Aquático – Camila Costa De Araújo
Acessar

Resumo:

Os exercícios em ambiente aquático e principalmente a marcha, têm sido amplamente utilizados em programas de reabilitação. Por este motivo, as características biomecânicas como os ângulos articulares, momentos, força de reação do solo e eletromiografia têm sido investigados atualmente. Apesar disso, pouco se sabe sobre as estratégias de controle motor empreendidas pelo sistema nervoso central (SNC) durante a marcha em ambiente aquático (AA). Sabe-se que a trajetória do Centro de Massa (CM) durante a marcha está diretamente relacionada à postura e ao equilíbrio. Sendo assim, estudar a trajetória do CM forneceria importantes informações sobre como o SNC adota estratégias para controlar a estabilidade dinâmica durante a marcha. Portanto, o objetivo deste estudo é investigar a trajetória do CM em ambiente aquático (AA) e compará-la com aquela em ambiente terrestre (AT). Para coleta de dados, 19 sujeitos foram filmados, caminhando em velocidade confortável em AT e AA (com a água na altura processo xifóide). Para a obtenção desses dados marcadores foram posicionados em pontos anatômicos, suas coordenadas foram recuperadas e a trajetória do CM foi calculada através do método de análise segmentar. Além de trajetória do CM, características como a excursão vertical, velocidade e distância horizontal entre o CM e o ponto de apoio foram calculados. Durante a fase de apoio, esta distância permite inferir a estabilidade do corpo naquele meio. Diante dos resultados, foi possível constatar diferenças na trajetória do CM em AA e AT, isto pode indicar que a troca de energia potencial em cinética é diferente em AA. Outro achado é que o CM está mais afastado do ponto de apoio em AA do que em AT, o que remeteria a uma situação de instabilidade. Porém, a manutenção desta postura, sem que haja uma queda demonstra que o arrasto e a força de empuxo atuam auxiliando na estabilização do corpo em AA.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: PUC/PR/TECNOLOGIA EM SAÚDE
  • Área de Conhecimento: INTERDISCIPLINAR
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 2.70 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: