Tradução E Ideologia: Uma Análise Da Adaptação De “Le Silence De La Mer” E “Ce Jour-Là” Para A Televisão – Charles Rocha Teixeira

Tradução E Ideologia: Uma Análise Da Adaptação De “Le Silence De La Mer” E “Ce Jour-Là” Para A Televisão – Charles Rocha Teixeira
Acessar

Resumo:

O silêncio do mar é um filme concebido para a televisão com o objetivo de fazer parte das comemorações dos sessenta anos do final da II Guerra Mundial. O telefime foi adaptado dos contos O silêncio do mar e Naquele dia do livro de Vercors, escrito na clandestinidade nos anos de ocupação nazista em território francês. As estratégias usadas pela equipe de produção no processo tradutório possibilitam pontos de vista ideológicos na construção significativa da adaptação. Analisamos o papel da iluminação na confecção do personagem alemão, Werner von Ebrennac, e como o uso de tal técnica cinematográfica ajuda na desconstrução da representação imagética do referido personagem, resignificando-o e construindo identificações com os telespectadores. A música é outro elemento analisado e de suma importância na narrativa fílmica. Auxilia o desenvolvimento das cenas, promove o diálogo entre os personagens e introduz aspectos históricos que são relevantes para a adaptação pois interage com a imagem na representação da realidade baseada nos contextos sóciais, históricos, culturais e ideológicos. O papel da mulher também é analisado no nosso trabalho e entendemos que ele foi requalificado como forma de enaltecer a valiosa contribuição e força feminina durante os anos em questão. Para tanto, utilizamos os conceitos de cultura e ideologia desenvolvidos por Thompson, Kellner e Geertz relacionando-os aos estudos desenvolvidos por Venuti, Arrojo e Jakobson e assim estabelecer bases mais sólidas no entendimento da tradução intersemiótica como processo sócio-cultural e ideológico. Nas questões relacionadas à televisão e aos meios de comunicação de massa, como importantes veículos difusores de discursos, ideologias e identidades, apoiamos-nos nas discussões feitas por Eco, Baudrillard, Bourdieu e outros. Entendemos que a adaptação requalificou os papéis e as relações sociais dos personagens na época da guerra, reforçando uma identidade nacional e possibilitando ao telespectador o resgate da memória. Pretendemos contribuir para com outras análises críticas de adaptações fílmicas e faz uma ponte entre disciplinas como História, Sociologia, Comunicação Social, Lingüística e Estudos da Linguagem, bem como Cinema e Televisão.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UECE/LINGÜÍSTICA APLICADA
  • Área de Conhecimento: LINGÜÍSTICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 2.26 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: