Tradução, Adaptação Cultural E Validação Do Parkinson’S Disease Quality Of Life-Questionnaire (Pdql) Para O Português Falado No Brasil, O Pdql-Br – Marcos Campos

Tradução, Adaptação Cultural E Validação Do Parkinson’S Disease Quality Of Life-Questionnaire (Pdql) Para O Português Falado No Brasil, O Pdql-Br – Marcos Campos
Acessar

Resumo:

A doença de Parkinson é uma doença neurodergenerativa, incapacitante e invariavelmente progressiva, que à medida em que se torna mais grave, os pacientes apresentam progressiva piora na percepção de sua qualidade de vida (QV). O impacto da doença na QV destes pacientes pode ser quantificado por meio de instrumentos de mensuração, que têm sido desenvolvidos, no entanto, em diferentes idiomas e culturas. Para que possam ser utilizados em nosso meio, necessitam passar por um processo de tradução e adaptação cultural e validação. O objetivo do presente estudo foi traduzir, adaptar culturalmente e validar o “Parkinson Disease Quality of Live” (PDQL) o PDQL-BR, um instrumento de avaliação de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) específico para Doença de Parkinson (DP). Método: Após processo de tradução reversa e adaptação cultural, 52 pacientes responderam ao PDQL-BR, ao inventário de Depressão de Beck (IDB) e a questionário sócio demográfico. Vinte e um responderam novamente o PDQL-BR após 14 dias. Aplicaram-se o “Unified Parkinson’s Disease Rating Scales” (UPDRS) e a escala modificada de “Hoehn and Yahr”. Por meio das propriedades psicométricas do instrumento foram verificadas a qualidade dos dados (ocorrência dos efeitos piso e teto e porcentagem de dados perdidos), a confiabilidade (avaliada através da consistência interna do item, da confiabilidade da consistência interna e da reprodutibilidade do instrumento), a validade (validade discriminante do item, validade convergente e validade discriminante). Resultados: não ocorreram efeitos piso e teto. Na avaliação da consistência interna do item os itens 20, 30 e 37 apresentaram correlação de 0,34, 0,26 e 0,37 respectivamente. Nos demais itens a correlação foi superior a 0,4. O coeficiente alfa-Chronbach foi superior a 0,65 para todos os domínios e 0,93 para o instrumento. Os escores do PDQL-BR entre as duas aplicações não apresentaram diferenças estatisticamente significativas. Na avaliação da validade discriminante os escores do instrumento e dos domínios sintomas parkinsonianos e sintomas sistêmicos foram diferentes em todas as fase da doença sendo pior quanto mais avançada a doença. Na avaliação da validade convergente o domínio função emocional mostrou forte associação com as escalas UPDRS e IDB, correlação de 0,59 e 0,56 respectivamente. O domínio sintomas parkinsonianos mostrou boa correlação com o UPDRS, correlação de 0,78. Conclusão: a versão traduzida do PDQL não sofreu modificações significativas no processo de tradução e adaptação cultural e sua psicometria semelhante ao instrumento originalmente desenvolvido. Interpretação cuidadosa deve ser dispensada à avaliação das respostas dos itens 20, 30 e 37.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFU/CIÊNCIAS DA SAÚDE
  • Área de Conhecimento: MEDICINA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 3.26 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: