Trabalho Noturno: Representações Sociais De Enfermeiras De Um Hospital Público De Ensino – Katia Conceicao Guimares Veiga

Trabalho Noturno: Representações Sociais De Enfermeiras De Um Hospital Público De Ensino – Katia Conceicao Guimares Veiga
Acessar

Resumo:

Estudo de caso, descritivo e analítico, com abordagens quantitativa e qualitativa, fundamentado na Teoria das Representações Sociais e na Teoria do Núcleo Central, com o objetivo de apreender as representações sociais (RS) das enfermeiras de um hospital público de ensino, na cidade de Salvador-Bahia, sobre o trabalho noturno (TN) e analisar o processo de construção dessas RS a partir de sua estrutura. Participaram deste estudo 25 enfermeiras (89,3%) do serviço de assistência intermediária. Os dados foram coletados através das técnicas de Associação Livre de Palavras (TALP) e entrevista, em abril e maio de 2008. Os dados originários do TALP foram submetidos à análise fatorial de correspondência (AFC), pelo Software Tri-Deux Mots, e à análise do quadro de quatro casas, através do Software EVOC, e os da entrevista, à análise temática de conteúdo. A análise do quadro de quatro casas evidenciou que a estrutura da RS tem como elementos centrais responsabilidade, árduo, estresse, sofrimento e autonomia, e, como elementos periféricos, ética, necessidade financeira, dupla jornada, sobrecarga e iniciativa. A AFC revelada no jogo de oposições demonstrou no Fator 1 que as enfermeiras que trabalham nos turnos diurno e noturno simultaneamente estão em oposição às enfermeiras que trabalham no diurno e que tem um vinculo empregatício, evidenciando uma oposição entre os turnos de serviço. Diante disso, apreendeu-se das primeiras, as seguintes representações: estressante, autonomia, sofrimento, cansativo, dupla jornada e responsabilidade. Para essas últimas, o universo semântico apresentado foi: dificuldade, dedicação, sacrifício, desgastante e dedicação. Em relação ao Fator 2, o procedimento de análise baseou-se na idade x tempo de serviço: as enfermeiras com idade igual ou maior que 41 anos e tempo de serviço superior a 20 anos, apresentou os seguintes campos semânticos: necessidade, sacrifício, dedicação, autonomia, dedicação, desgastante e dupla jornada, às evocações das enfermeiras com idade entre 30 e 40 anos e tempo de serviço de 10 a 19 anos foram: sofrimento, administração, continuidade, conhecimento, dificuldade e responsabilidade. A análise temática de conteúdo originou cinco categorias simbólicas, Concepções do TN (27,2%), Dimensão Ontológica do TN (16,7%), Aspectos Psicoafetivos do TN (20,6%), Viabilidade do TN (22,8%) e Valorização do TN (12,7%). Estes resultados conduzem à necessidade de reflexão das enfermeiras sobre essas representações para o desenvolvimento de estratégias de trabalho que contribuam com políticas de pessoal considerando a especificidade, subjetividade e complexidade do TN, com um modelo de prática inovadora, valorizando o TN e a trabalhadora, o enfrentamento dos problemas cotidianos e propiciando novas investigações para aprofundamento dessa temática.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFBA/ENFERMAGEM
  • Área de Conhecimento: ENFERMAGEM
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 2.09 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: