Trabalho Informal: Escolha Ou Escassez De Empregos? Estudo Sobre O Perfil Dos Trabalhadores Por Conta Própria – Maria Amélia Sasaki

Trabalho Informal: Escolha Ou Escassez De Empregos? Estudo Sobre O Perfil Dos Trabalhadores Por Conta Própria – Maria Amélia Sasaki
Acessar

Resumo:

Esta dissertação teve como objetivo realizar estudo exploratório sobre o perfil dos trabalhadores informais por conta própria; a partir de suas trajetórias de trabalho-vida e identificando suas opções; interesses; sentimentos e o que pensam acerca do trabalho informal. Foram objeto de investigação o trabalhador e seu processo de escolha ou saídas de empregos ou do trabalho informal; bem como as razões destas; a relação desses trabalhadores com a seguridade social; as limitações legais e do próprio trabalho para o exercício da atividade e; as condições de trabalho. Foram ouvidos trabalhadores por conta própria que tem o trabalho informal como única atividade ou concomitante com empregos formais. O método adotado foi o qualitativo com entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo. Foram entrevistados 12 trabalhadores informais; sendo três mulheres e nove homens com idade entre 30 e 56 anos e escolaridade variando entre 1º grau incompleto e 2º grau completo. Os resultados evidenciaram que a escolha pelo trabalho informal constitui um processo que envolve experiência acumulada; qualificação e o conhecimento que os trabalhadores vão adquirindo no mercado de trabalho; os trabalhadores gostam da atividade que executam e atribuem importância à autonomia e controle exercido sobre o trabalho; características individuais como a capacidade de comunicação; interesse; responsabilidade e compromisso são requisitos fundamentais para a permanência no mercado; percebem discriminação em relação ao trabalho informal pelo Estado e pela sociedade e; a relação com a previdência social é marcada pela desconfiança; por parte desses trabalhadores; que buscam alternativas à aposentadoria através da previdência privada; compra de imóveis ou ajuda familiar. Os resultados também indicaram que os trabalhadores por conta própria optam pelo trabalho informal não por exclusão do mercado formal de trabalho; mas; na tentativa de elevar seus rendimentos e escolher um trabalho que traga prazer e autonomia.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNB/PSICOLOGIA SOCIAL, DO TRABALHO E DAS ORGANIZAÇÕES (PSTO)
  • Área de Conhecimento: PSICOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 545.42 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: