Trabalho E Educação Permanente No Contexto Da Enfermagem: Um Contínuo Questionamento – Daiana Klein Weber

Trabalho E Educação Permanente No Contexto Da Enfermagem: Um Contínuo Questionamento – Daiana Klein Weber
Acessar

Resumo:

A presente investigação pretendeu relacionar os princípios da educação libertadora ao trabalho em saúde. Percebe-se que o domínio teórico prático proporciona respeito e respaldo frente à equipe multiprofissional; acadêmica e; principalmente; frente aos pacientes; essência de nosso trabalho. Uma proposta que desperte o interesse para a educação no trabalho e fora dele; que mostre ao trabalhador o quanto essa qualificação é importante para o seu desenvolvimento pessoal e profissional; integrando-o no contexto institucional; tornando-o cidadão comprometido com a função que desempenha dentro da empresa/hospital. Nesse contexto questiona-se: De que maneira a capacitação profissional; possibilita a melhoria da qualidade da assistência à saúde prestada a usuários de uma Unidade SUS de Internação Hospitalar? Os técnicos de enfermagem podem vir a ser agentes de sua própria formação? Como a educação permanente interfere na assistência a saúde? Objetiva-se analisar a influência da capacitação profissional na melhoria da qualidade da assistência à saúde prestada a usuários de uma Unidade SUS de Internação Hospitalar. A partir desse objetivo buscou-se estabelecer um diagnóstico da qualidade da assistência à saúde atual em uma unidade de internação SUS de um Hospital de Santa Cruz do Sul; Instigar a dúvida e a pesquisa e estabelecer momentos de discussão; nos quais se articulem a questão do conhecimento; competências prático – técnicas e questionamentos prático – éticos e morais; Buscar acordos frente ao cuidado do paciente; Comparar a assistência à saúde antes e depois dos momentos de discussão. A experiência adotou como metodologia a pesquisa-ação; transformando-a em um instrumento pedagógico no trabalho. Procurou-se estimular os técnicos em enfermagem para que levantassem as temáticas a serem discutidas; pesquisadas e expostas pelos mesmos ao grande grupo de colegas de uma unidade de internação SUS do referido hospital. A pesquisa realizou-se mensalmente; em seis encontros; remetendo-os a aliar teoria estudada a prática vivenciada em seu campo de trabalho. Aplicou-se um questionário com perguntas abertas e fechadas analisando o processo de trabalho aprendizagem em vigência; anterior aos encontros e; após os mesmos; avaliando a proposta executada. Sendo o grupo pequeno; a população e a amostragem desta pesquisa tiveram números iguais. Parte-se do princípio que a participação e a cooperação possa oferecer meios ao pesquisador e ao grupo participante; de responder com maior eficiência as dificuldades da situação em que se encontram com o objetivo de uma ação transformadora; emancipadora. Busca-se; assim; uma assistência ao cliente segura e de excelência. Esta somente pode ser efetiva quando se está capacitado para isso. Ao final do trabalho percebeu-se o quanto as pessoas necessitam de liberdade para pensar e agir; mas que culturalmente ainda estão alienadas; acomodadas; restritas a um pensamento dominado pela hierarquia constituída por chefe e subordinado; em que o primeiro; pensa o que realizar e o segundo; executa. Ainda falta muito para que a educação seja assimilada pelo trabalhador como compromisso único seu. Buscou-se promover a participação; a cooperação e a autonomia do trabalhador em saúde; inspirado no trabalho de Paulo Freire.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNISC/EDUCAÇÃO
  • Área de Conhecimento: EDUCAÇÃO
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 600.59 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: