Trabalho E Costume De Feirantes De Alimentos: Pequenos Comerciantes E Regulamentações Do Mercado Em Feira De Santana (1960/1990) – Larissa Penelu Bitencourt Pacheco

Trabalho E Costume De Feirantes De Alimentos: Pequenos Comerciantes E Regulamentações Do Mercado Em Feira De Santana (1960/1990) – Larissa Penelu Bitencourt Pacheco
Acessar

Resumo:

Tratamos, no texto a seguir, do comportamento de pequenos feirantes de alimentos em Feira de Santana perante as transformações da Feira Livre entre os anos de 1960 e 1990. Nestes trinta anos de história, selecionamos as práticas de venda e uso do centro da cidade no comércio ambulante de frutas, verduras, hortaliças e produtos que caracterizavam a participação destas pessoas naquela praça comercial, com o objetivo de perceber como suas relações sociais foram travadas em conflito ou negociação com as políticas públicas direcionadas ao mercado de abastecimento e como depois retornaram diante da emergência da mudança. A política que trazia alguns elementos estranhos a toda esta aprendizagem, especialmente a construção do Centro de Abastecimento de Feira de Santana, apresentava mutações nas relações do comércio com o centro da cidade que atingiam os costumes dos feirantes. A intervenção se deu de formas diferentes entre os sujeitos da feira. Esta política demonstra ainda a possibilidade de entender permanências e atualizações das tradicionais relações de compra e venda entre atacadistas e varejistas na região, pois entendemos que algumas práticas foram mantidas sustentando poderes locais e regionais na distribuição de alimentos. Os significados do exercício da venda na feira, como trabalho, são tomados como cerne para debate da diversidade de experiências comungadas na feira livre e das características peculiares daqueles vendedores que vêm do campo para a cidade e nela se encontram com outros trabalhadores. As fontes são atas da câmara municipal, documentos da Prefeitura (atos do executivo), publicações oficiais do executivo, cadastro de contribuintes de impostos, depoimentos de feirantes, fotografias, imprensa, atas da associação dos feirantes, poemas, textos literários, o que demonstra uma tentativa de encontro com uma história social da feira livre na conjuntura de construção de códigos de regulamentação que culminaram na sua retirada oficial do centro da cidade.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UEFS/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 23.42 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: