Trabalho Docente Na Pós-Graduação: A Lógica Da Produtividade Em Questão – Maria Das Graças Martins Da Silva

Trabalho Docente Na Pós-Graduação: A Lógica Da Produtividade Em Questão – Maria Das Graças Martins Da Silva
Acessar

Resumo:

A tese aborda o trabalho docente no âmbito da Pós-graduação; tendo como foco a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O problema da pesquisa versa sobre a lógica que fundamenta as políticas da educação superior e sobre os seus reflexos no trabalho docente. Como hipótese; sustenta que as políticas da educação superior; sobretudo; considerando a avaliação dos Programas de Pós-graduação; fundamentam-se na lógica da produtividade; o que implica em contradição no trabalho docente; dada a condição do trabalho e os objetivos da educação. Para tanto; explora as políticas da educação superior (legislação; declarações oficiais de princípios e metas; ambos ao nível nacional e institucional; e; com destaque; o formato avaliativo dos Programas de Pós-graduação); bem como realiza entrevistas com docentes; considerando parte do quadro permanente dos três Programas de Pós-graduação mais antigos da UFMT. O materialismo dialético forneceu a base teórico-metodológica da pesquisa; sendo decisivo na definição categorial. Em relação aos resultados; a pesquisa identificou; substancialmente; que os docentes reconhecem as negatividades presentes no trabalho que realizam na Pós-graduação (privação da convivência e da reflexão; individualismo; intensificação e fragmentação do trabalho; dentre outros aspectos); no entanto; submetem-se a esta condição para atender as exigências da avaliação dos Programas; processo este que reforça as características da produtividade no trabalho e cria contradições às finalidades da educação. Nesse cenário; o docente se movimenta buscando uma direção que ainda lhe é incerta. Em relação às políticas da educação superior; os documentos analisados indicam que existe uma sinergia entre a instância federal e a institucional; neste sentido; as políticas refletem-se; integram-se e fortalecem a lógica da produtividade; que; impondo-se sobre a da educação; quer dizer a valorização da produção docente fundamentada em determinados atributos; dos quais a quantificação é a base. Conclui que as políticas da educação superior condicionam a produção do docente; o que torna precário o seu trabalho e debilita o processo educacional; entretanto; pondera que das contradições que emergem desta realidade e da práxis docente pode surgir uma produção antagônica à lógica em curso.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/EDUCAÇÃO
  • Área de Conhecimento: EDUCAÇÃO
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.36 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: