Trabalhadores Do “Lixo”: A Organização Das Cooperativas De Catadores De Materiais Recicláveis Em São Paulo 2000/2005 – Mauro Scarpinatti

Trabalhadores Do “Lixo”: A Organização Das Cooperativas De Catadores De Materiais Recicláveis Em São Paulo 2000/2005 – Mauro Scarpinatti
Acessar

Resumo:

Esta pesquisa buscou registrar a experiência de implantação de cooperativas de catadores de materiais recicláveis na cidade de São Paulo; entre os anos 2000 e 2005. A reciclagem de resíduos é um tema muito atual; sobretudo se considerarmos a emergência das preocupações globais com as emissões de poluentes; em clara contradição com a sociedade capitalista cuja lógica elementar reside na elevação crescente do consumo visando assegurar a reprodução do capital. Historicamente nos habituamos adjetivar os restos simplesmente como “lixo”. A essa designação genérica; atribuímos significados como de sujo; mau cheiroso; infectado. Por extensão; os “trabalhadores do lixo” muitas vezes são contaminados como se fossem portadores dos mesmos significados atribuídos ao “lixo”; e assim passam a ser estigmatizados. A pesquisa propôs-se a lidar com o tema sob o ponto de vista da organização social; deste modo; o recorte desse trabalho é a organização dos trabalhadores em Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis. Ou seja; procuramos historiar o processo de como os moradores de rua; desempregados e toda sorte de sobreviventes de um modelo econômico excludente e perverso; se organizaram para; a partir dos restos descartados pela cidade criar meios de sobrevivência; gerar trabalho e renda; e articular um movimento social capaz de torná-los visíveis socialmente; se constituindo de fato; como um novo sujeito social que num um curto espaço de tempo conquistou presença nacional. O primeiro capítulo; busca localizar historicamente o catador; os primeiros passos rumo à ação coletiva; as organizações de apoio; os embates com a prefeitura e; a criação da primeira cooperativa. O segundo capítulo trata dos desempregados que tornam-se catadores; as disputas em torno do “lixo” e a ampliação das articulações para um movimento de âmbito nacional. No terceiro e último capítulo é apresentado o programa municipal Coleta Seletiva Solidária; que entre os anos 2000/2004; implantou 15 Centrais de Triagem de resíduos; geridas por Cooperativas de catadores; na cidade de São Paulo

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: PUC/SP/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 3.73 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: