Toxicomania: Uma Solução Não Sintomática E Sua Relação Com A Língua Saussuriana E A Linguagem Lacaniana – Cassandra Dias Farias

Toxicomania: Uma Solução Não Sintomática E Sua Relação Com A Língua Saussuriana E A Linguagem Lacaniana – Cassandra Dias Farias
Acessar

Resumo:

A partir do diálogo entre a Psicanálise lacaniana e a Lingüística saussuriana; o presente trabalho discute dois grandes temas; quais sejam: a função social da língua e a solução toxicômana; enquanto distanciada da concepção do sintoma psicanalítico. Estabelecemos uma aproximação entre a linguagem enquanto um ordenador simbólico e a função da língua enquanto liame social; na medida em que é o registro do simbólico que permite ao sujeito apropriar-se da língua como uma possibilidade de representação do campo pulsional. Uma vez que essa operação torna-se possível; temos a língua funcionando a serviço do laço social. Como produto dessa tentativa de recobrimento da pulsão pela linguagem; temos o advento do sintoma enquanto uma formação do inconsciente e; consequentemente; do sujeito psicanalítico. É o sintoma; portanto; que possibilita o laço entre os falantes. Já a toxicomania não obedece a essa configuração de linguagem. Adota outro funcionamento; prescindindo da linguagem; rechaçando o inconsciente e o sintoma; rompendo com o campo fálico; simbólico; por excelência. Essa formação de ruptura não permite o estabelecimento do sintoma; o que dificulta o laço com o Outro na medida em que mantém o sujeito refém do gozo auto-erótico; base da segregação dos tempos atuais. O uso da língua na toxicomania retrata o caráter autístico da solução encontrada na drogadicção.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPB/J.P./LETRAS
  • Área de Conhecimento: LETRAS
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 352.35 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: