Toxicidade Dos Inseticidas Metamidofós, Imidaclopride + Beta-Ciflutrina E Extrato De Neem (Azadirachta Indica) Ao Predador Podisus Nigrispinus (Heteroptera: Pentatomidae) Em Plantas De Soja – Sheila Abreu Mourão

Toxicidade Dos Inseticidas Metamidofós, Imidaclopride + Beta-Ciflutrina E Extrato De Neem (Azadirachta Indica) Ao Predador Podisus Nigrispinus (Heteroptera: Pentatomidae) Em Plantas De Soja – Sheila Abreu Mourão
Acessar

Resumo:

A exposição a inseticidas sintéticos ou fitoquímicos em cultivos de soja pode afetar predadores como o percevejo Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidade), por contato e fitofagia nas superfícies de plantas tratadas ou por ação tópica. O objetivo foi verificar a seletividade de inseticidas usados na cultura de soja ao predador P. nigrispinus, avaliando-se a mortalidade e o desenvolvimento ninfal, a reprodução e as variáveis da tabela de fertilidade desse predador após exposição de ninfas de segundo estádio em plantas de soja pulverizadas com metamidofós, imidaclopride + beta-ciflutrina ou extrato de neem (Azadirachta indica A. Juss) nas doses recomendadas para o controle de Anticarsia gemmatalis (Hubner) (Lepidoptera: Noctuidae), assim como, a toxicidade aguda e crônica da aplicação tópica de solução do extrato de neem em ninfas de terceiro estádio de P. nigrispinus. A mortalidade no segundo estádio de P. nigrispinus, por contato e fitofagia, após exposição foliar aos inseticidas em plantas de soja, foi maior com imidaclopride + beta-ciflutrina e metamidofós que na testemunha, atingindo 70% de mortalidade com essa mistura. Metamidofós, nas concentrações de 0,125 e 0,250% p.c./ha teve níveis de mortalidade de ninfas de segundo estádio de 43,25% e 61,25% respectivamente, enquanto o extrato de neem, nas concentrações de 0,5 e 1,0% p.c./ha, apresentou toxicidade de 21,25%. As taxas de reprodução líquida (Ro), infinitesimal (rm) e finita (LAMBDA) de aumento populacional de P. nigrispinus foram semelhantes no controle, extrato de neem 0,5% e metamidofós 0,125% e menores com extrato de neem 1,0%, imidaclopride + beta-ciflutrina 0,357% e do metamidofós 0,250%. P. nigrispinus apresentou maior período para dobrar sua população em número de indivíduos (D) com os inseticidas metamidofós 0,250%, imidaclopride + beta-ciflutrina 0,357% e extrato de neem 1,0%. A duração de uma geração (T) de P. nigrispinus foi maior em plantas de soja pulverizadas com o extrato de neem 0,5% e menor com metamidofós 0,125%. Os inseticidas imidaclopride + beta-ciflutrina 0,357%, metamidofós 0,25% e extrato de neem 1,0% demonstraram impacto por contato e fitofagia para ninfas de segundo estádio de P. nigrispinus, pela redução da fertilidade e sobrevivência dos adultos e podem não ser compatíveis em programas de controle biológico na cultura da soja, com esse predador. A mortalidade no terceiro estádio, após exposição tópica de P. nigrispinus ao extrato de neem foi de 0,00; 15,38; 15,38; 19,23; 19,23; 28,46 e 34,61% nas concentrações de 0, 0,5; 1,0; 20,0; 25,0; 33,0 e 50,0% respectivamente, demonstrando baixa toxidez aguda desse extrato. No entanto, a mortalidade desse predador aumentou no quarto e quinto estádios, por ação crônica do extrato de neem. Alguns adultos de P. nigrispinus, topicamente expostos ao extrato de neem no terceiro estádio, apresentaram anomalias nas asas e pernas que podem prejudicar a locomoção e reprodução desse predador, principalmente nas concentrações de 33 e 50%.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFV/FITOTECNIA (PRODUÇÃO VEGETAL)
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 540.46 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: