Toxicidade De Herbicidas Para Escherichia Coli E Alevinos De Ctenopharyngodon Idella – Rafael Grossi Botelho

Toxicidade De Herbicidas Para Escherichia Coli E Alevinos De Ctenopharyngodon Idella – Rafael Grossi Botelho
Acessar

Resumo:

O aumento populacional nas ultimas décadas, a geração de produtos industriais e o avanço tecnológico, inclusive a síntese de produtos químicos como fertilizantes, inseticidas e herbicidas, têm contribuído significativamente para os elevados índices de contaminação dos ambientes aquáticos. Os testes de toxicidade aquática têm constituído importante ferramenta na análise da poluição ambiental, pois detectam a capacidade de um agente tóxico em produzir efeitos deletérios em organismo vivos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a toxicidade de herbicidas formulados na bactéria Escherichia coli e alevinos de Ctenopharyngodon idella. Foram propostos dois experimentos sendo o primeiro visando avaliar o crescimento de E. coli em cultura contendo diversos herbicidas. No segundo trabalho, além da determinação da concentração letal a 50% (CL50) dos herbicidas atrazine e picloram para alevinos de C. idella, avaliou-se alterações histopatológicas do fígado e de brânquias sob efeito de doses sub-letais desses produtos. Dentre todos os herbicidas testados no crescimento de Escherichia coli apenas o paraquat foi tóxico para a bactéria. Os valores da CL50 dos herbicidas atrazine e picloram para alevinos de C.idella foram, respectivamente, 31,80 mg/L e 4,63 mg/L, e apenas o primeiro promoveu mudanças comportamentais na natação dos alevinos. Já em relação à massa corporal, tanto o atrazine quanto o picloram promoveram perda de peso em função das concentrações testadas. Não foram encontradas alterações no fígado dos alevinos expostos aos herbicidas atrazine e picloram quando comparados com o controle. Quatro tipos de alterações foram encontrados nas brânquias de alevinos expostos às concentrações do atrazine: elevação epitelial, proliferação celular parcial, fusão de lamelas secundárias e aneurisma. Já as concentrações do herbicida picloram promoveram elevação epitelial, proliferação celular parcial e fusão de lamelas secundárias. Conclui-se que dentre os herbicidas testados apenas o gramoxone inibiu o crescimento da E. coli e a CL50 observada dos herbicidas atrazine e picloram sobre alevinos de C. idella é menor do que aquela informada para peixes. Ainda, os herbicidas atrazine e picloram causaram alterações branquiais de segundo estágio nos alevinos de C. idella.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNIVALE/CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
  • Área de Conhecimento: BIOLOGIA GERAL
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.42 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: