Toxicidade Aguda E Subaguda Do Triclorfon Em Juvenis De Tambaqui (Colossoma Macropomum Cuvier, 1836). – Alysson Soares Da Rocha

Toxicidade Aguda E Subaguda Do Triclorfon Em Juvenis De Tambaqui (Colossoma Macropomum Cuvier, 1836). – Alysson Soares Da Rocha
Acessar

Resumo:

O uso extensivo de defensivos agrícolas é a principal causa da contaminação ambiental. A utilização de organofosforados tem sido recomendada em pisciculturas; principalmente; o triclorfon para o controle de parasitoses. A presença deste xenobiótico no ambiente aquático pode causar alterações fisiológicas e até a morte dos animais; levando a perdas econômicas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a toxicidade aguda; pela avaliação da concentração letal média (CL50-96h) e verificar se houve alterações fisiológicas em concentrações subletais utilizando parâmetros hematológicos e frequência de micronúcleos como biomarcadores. Na determinação da CL50-96h; os animais foram acondicionados em caixas de fibra (500 L) onde permaneceram por vinte dias para adaptação e recuperação do estresse no transporte. Os indivíduos foram alimentados com ração comercial ad libitum; sendo interrompida 24 horas antes do início do experimento. Durante o período experimental os animais permaneceram em jejum. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualisado com 5 tratamentos (controle; 0.125; 0.25; 0.50; 1.00 mg L-1 de triclorfon); com três repetições não ultrapassando a densidade de 1g de peixe por litro. O bioensaio foi realizado em sistema semi-estático e a avaliação da mortalidade foi feita a cada 24 horas e ao final de 96 horas os resultados analisados pelo programa estatístico Trimmed Spearman-Karber sendo a CL50-96h = 0.82 mg L-1. Na avaliação dos efeitos subletais; amostras de sangue coletadas pela veia caudal; com seringas previamente lavadas com EDTA (10%) foram separadas em alíquotas para determinação do hematócrito; contagem de eritrócitos; taxa de hemoglobina; índices hematimétricos; confecção de extensões sanguíneas para contagem total e diferencial de leucócitos e para a realização do teste do micronúcleo. Submeteu-se os resultados a analise de variância com 95% de confiabilidade. Alterações marcantes foram evidenciadas nos leucócitos; com elevação nas quantidades de linfócitos e trombócitos e redução nos monócitos. O teste do micronúcleo revelou possível ação genotóxica do triclorfon em tambaqui (C. macropomum); com aumento significativo na freqüência de micronúcleos. Estes resultados apontam que mesmo em pequenas concentrações; o triclorfon causa alterações fisiológicas podendo comprometer a saúde dos animais e a viabilidade econômica da piscicultura.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFT/CIÊNCIA ANIMAL TROPICAL
  • Área de Conhecimento: ZOOTECNIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 5.36 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: