Toxicidade Aguda E Atividade Antinociceptiva Do Óleo Essencial Do Ocimum Basilicum L. (Manjericão), Em Mus Musculus (Camundongos) – Antonio Medeiros Venâncio

Toxicidade Aguda E Atividade Antinociceptiva Do Óleo Essencial Do Ocimum Basilicum L. (Manjericão), Em Mus Musculus (Camundongos) – Antonio Medeiros Venâncio
Acessar

Resumo:

O objetivo deste estudo foi determinar a toxicidade aguda e a ação antinociceptiva do Óleo Essencial (OE) obtido das folhas do Ocimum basilicum L. (LAMIACEAE), PI- 197442, manjericão “maria bonita”. O gênero Ocimum apresenta várias espécies usadas na medicina popular como antiespasmódico, sedativo e carminativo, e na agricultura, como repelente de insetos. A DL-50 obtida pelo método dos probitos foi 0,532g/kg de peso de animal. O efeito antinociceptivo foi estudado usando três modelos de nocicepção: Contorções abdominais, induzidas pelo ácido acético 0,6% (i.p.); Placa quente e o Teste da formalina. O OE reduziu o efeito nociceptivo de maneira dose-dependente nas concentrações 50, 100 e 200mg/kg em 48,02%, 64,48% e 77,49%, respectivamente, no Teste das Contorções. Na Placa Quente, o OE-50 aumentou o tempo de permanência sob o estímulo térmico nos tempos 0, 15, 30 e 60 min. A morfina 10mg/kg foi usada como padrão de antinocicepção. O antagonista opióide, Naloxona, reverteu o efeito do OE-50 em todos os tempos testados. No Teste da Formalina, o OE apresentou efeito significativo apenas na 2a fase. O OE 200mg/kg reduziu o tempo de lambida da pata traseira em 74,66%. Estes resultados mostraram que o OE do Ocimum basilicum L. tem alta toxicidade (i.p.) e apresenta atividade antinociceptiva periférica e central.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: FUFSE/CIÊNCIAS DA SAUDE
  • Área de Conhecimento: FARMACOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 1.76 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: