Torques De Inserção E Remoção E Resistência Mecânica De Mini-Implantes Ortodônticos – Érica Campelo Marins

Torques De Inserção E Remoção E Resistência Mecânica De Mini-Implantes Ortodônticos – Érica Campelo Marins
Acessar

Resumo:

A utilização de mini-implantes de Ti-6Al-4V como ancoragem esquelética ortodôntica tem trazido benefícios para o tratamento ortodôntico. As pequenas dimensões desses dispositivos e a diversidade morfológica dos modelos disponíveis no mercado são dependentes de uma resistência mecânica adequada para evitar falhas por fratura ou deformação plástica durante a inserção; remoção ou carregamento ortodôntico. A estabilidade mecânica inicial é importante para o sucesso dos mini-implantes e pode ser prevista através da mensuração do torque de inserção. Dentro deste contexto; 90 mini-implantes de 18 morfologias diferentes da liga Ti-6Al-4V de um mesmo fabricante; foram avaliados sobre o comportamento mecânico em relação ao torque para inserção; remoção; fratura e tensões máximas durante a fratura. Foram também avaliados os diferentes aspectos morfológicos dos mini-implantes; suas superfícies e fraturas. Resultados: Os torques de inserção variaram de 3;8 Ncm a 11;8 Ncm. Os torques de remoção variaram de 3;0 Ncm a 12;4 Ncm. As tensões normais para as fraturas variaram entre 192;98 MPa e 725;28 Mpa e as tensões cisalhantes variaram entre 155;45 MPa e 642;13 MPa. Os torques de fratura variaram de 9;77 Ncm a 46;86 Ncm. Não houve ocorrência de fratura durante os ensaios de torque de inserção ou de remoção. Conclusões: Em relação às diferenças morfológicas; os grupos auto-perfurantes apresentaram torques mais elevados do que os auto-rosqueantes. A perfuração com broca; prévia à implantação; reduziu significativamente o torque de inserção. O aumento do diâmetro de 1;5 mm para 1;8 mm resultou em aumento dos torques de inserção e remoção. A existência do fresado na ponta dos mini-implantes não causou alterações significativas nos valores de torque. A micro-rosca abaixo do perfil transmucoso reduziu significativamente os valores de torque de inserção em apenas um dos grupos testados. Para todos os grupos; os torques de fratura foram superiores aos torques de inserção e remoção. Os mini-implantes apresentaram fratura do tipo dúctil durante os ensaios de resistência à fratura.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: IME/CIÊNCIAS DOS MATERIAIS
  • Área de Conhecimento: ENGENHARIA DE MATERIAIS E METALÚRGICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 22.27 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: