Tornar-Se Professor: A Formação Desenvolvida Nos Cursos De Física, Matemática E Química Da Universidade Federal De Uberlândia Goiânia – Geovana Ferreira Melo Moura

Tornar-Se Professor: A Formação Desenvolvida Nos Cursos De Física, Matemática E Química Da Universidade Federal De Uberlândia Goiânia – Geovana Ferreira Melo Moura
Acessar

Resumo:

O presente estudo discute a formação de professores desenvolvida na Universidade Federal de Uberlândia; a partir da análise de três cursos da área de ciências exatas: Física; Matemática e Química. Os objetivos propostos foram: destacar e analisar as principais dificuldades enfrentadas no decorrer do processo formativo dos estudantes; identificar os saberes docentes produzidos nos cursos; assimilados e utilizados na prática cotidiana pelos licenciandos ao assumirem a docência no período de estágio; compreender se os conteúdos específicos; do modo como são trabalhados; possibilitam a transposição didática; identificar as práticas formativas predominantes nos cursos que mais contribuem para o desenvolvimento da identidade profissional dos licenciandos. Tivemos como referência para análise a produção científica da área; o histórico dos cursos e da instituição e a documentação legal. Parte significativa dos dados foi obtida junto aos coordenadores e professores dos cursos; por meio de entrevista e dos grupos focais realizados com os alunos. A análise aponta principalmente para a sólida formação da área específica nos cursos; com ênfase no domínio dos saberes disciplinares; no entanto; sem desdobramentos para a atuação na docência; o que evidencia a distância entre o conhecimento acadêmico e o conhecimento escolar. As características do curso de formação se projetam em saberes profissionais e ao serem trabalhados; possibilitam o desenvolvimento da identidade profissional. O modo de ensinar; os gestos e as relações que se estabelecem entre professores formadores e licenciandos têm grande importância no aprendizado da profissão; pelo caráter também “ambiental” de como se dá a formação de professores. As principais práticas formativas apontadas pelos licenciandos estão relacionadas às atividades desenvolvidas coletivamente; num processo de interlocução entre licenciandos e professores; dentre elas destacaram: a realização de seminários e discussões em sala de aula; os estágios curriculares e a troca de experiências com os colegas; além da atuação competente de alguns professores. No entanto; a forma como alguns alunos; principalmente do curso de Física; se referem ao exercício da docência explicita uma concepção restrita de prática pedagógica: ser bom professor reduz-se a dominar o conteúdo a ser ensinado e manter a disciplina na sala de aula. Apesar das mazelas que emergiram do estudo; vários aspectos da formação inicial; desenvolvidos na Universidade; contribuem para que ela seja o lócus privilegiado para a elaboração de saberes; para o desenvolvimento da identidade profissional; formas de atuar e inserção na profissão. Alguns dados apontam nesta direção: capacidade de reflexão sobre a educação; a docência; o processo de ensino e aprendizagem demonstrado por alguns alunos; o modo como assumem as maneiras próprias de atuar; sem muito apoio nos cursos; mas a partir de uma consciência profissional comprometida com a melhoria da educação; as disposições dos alunos; principalmente dos cursos de Matemática e Química; quanto à identificação com a profissão; apesar dos percalços e do baixo estatuto profissional da docência. A pesquisa indicou que a qualidade teórico-científica dos cursos; além da disposição de muitos professores formadores para discutir os cursos de licenciatura; são fundamentais para a melhoria crescente da formação de professores; no cenário local e nacional.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFG/EDUCAÇÃO
  • Área de Conhecimento: EDUCAÇÃO
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 987.81 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: