Tomografia Computadorizada De Crânio No Estudo Morfométrico Do Encéfalo De Pacientes Com Cardiomiopatia Chagásica – Paulo Sérgio Oliveira Reis

Tomografia Computadorizada De Crânio No Estudo Morfométrico Do Encéfalo De Pacientes Com Cardiomiopatia Chagásica – Paulo Sérgio Oliveira Reis
Acessar

Resumo:

A disfunção cognitiva na doença de Chagas tem sido atribuída à doença cardíaco, resultando em isquemia cerebral crônica devido a hipoperfusão e/ou infartos múltiplos. Nosso objetivo foi investigar as alterações na tomografia computadorizada do crânio (TC) realizada em pacientes com cardiomiopatia na doença de Chagas (CDC) em comparação com outras cardiomiopatias (OC). Pacientes com CDC e OC pareados por idade e gênero, foram selecionados no ambulatório de cardiomiopatia do Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES). Um único investigador cego quanto aos dados clínicos avaliou as imagens de TC para a presença de infartos lacunares e territoriais, assim como para a mensuração do volume do cérebro, cerebelo e ventrículos. Os dados clínicos foram extraídos de uma banco de dados prospectivo contendoinformações demográficas, fatores de risco cerebrovasculares, dados eletrocardiográficos e ecocardiográficos. Foram estudados 79 pacientes, com idade média 55+/- 9 anos, 29 (37%) homens. CDC foi a etiologia mais freqüente (52%) seguido de cardiomiopatia dilatada hipertensiva (21%) e cardiomiopatia dilatada idiopática (9%). A freqüência para arritmias cardíacas foi similar em ambos os grupos. Ecocardiografia mostrou similar função sistólica (fração de ejeção média de 42% em ambos os grupos), porém havia uma maior dilatação de câmaras cardíacas em pacientes com OC quando comparados aos pacientes com CDC (diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo 60 +/- 8 vs. 66+/- 9mm, p= 0,021). O volume total do cérebro foi menor em pacientes com CDC se comparado aos pacientes com OC (1135+/- 150 vs. 1332 +/- 198cm3, p< 0,0001). Os volumes dos ventrículos e cerebelo não foram diferentes entre os grupos. A proporção e o número de infartos cerebrais foi também similar em ambos os grupos. Em conclusão, o volume cerebral total é significantemente menor em pacientes com doença de Chagas, apesar de uma gravidade semelhante da doença cardíaca e número de infartos cerebrais. Inflamação cerebral ativa ou previamente ativa pode predispor a disfunção cognitiva em pacientes com doença de Chagas.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRJ/CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS
  • Área de Conhecimento: MORFOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 2.61 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: