Tomada De Consciência Corporal E Análise Psicomotora Do Repertório De Brincadeiras Infantis: Um Olhar Sobre O Idoso Da Educação De Jovens E Adultos – André Ricardo Oliveira

Tomada De Consciência Corporal E Análise Psicomotora Do Repertório De Brincadeiras Infantis: Um Olhar Sobre O Idoso Da Educação De Jovens E Adultos – André Ricardo Oliveira
Acessar

Resumo:

É possível perceber que cada vez mais a escola vem acolhendo, em grande número, pessoas que abandonaram ou não fizeram parte da rotina escolar. Esses indivíduos têm se matriculado nas escolas de Educação de Jovens e Adultos, dando continuidade à educação básica, ou ainda, iniciando o processo de alfabetização. O idoso também está presente nesse contexto e apresenta uma complexidade que precisa ser considerada nas práticas escolares, como as diferenças de interesse, motivação e de atitude face ao processo de aprendizagem formal. A busca pela autonomia de pensamento, integração e socialização com outros indivíduos, e pelo desenvolvimento da cidadania parece caracterizar o intuito do idoso na escola. Além disso, muitos idosos buscam mais: o resgate de sua dignidade, pois, em vários casos, por serem analfabetos, sentem-se humilhados. Diante dessas e outras realidades similares, surgiu-nos a preocupação em encontrar maneiras para que o processo de ensino à população idosa se realize de forma a atender suas necessidades e condições sociais, cognitivas e, em especial, as corporais e culturais. Por essa razão, não se pode pensar em educação do Idoso sem considerar suas necessidades particulares. As mudanças funcionais é uma delas e sugerem adequações nos métodos de ensino a essa população e tomar consciência de seus limites e possibilidades motoras parece-nos uma maneira relevante de contribuir para esse processo. Para compreender esses dois conceitos: a) mudanças funcionais do idoso e b) tomada de consciência destas condições nos valemos das obras A Tomada de Consciência e Manual de Observação Psicomotora, dos autores Jean Piaget e Vítor da Fonseca, respectivamente. Com base nesse referencial teórico tivemos como objetivo realizar um levantamento do repertório das brincadeiras rememoradas por um grupo de 15 idosos de um Colégio do Noroeste paranaense. O intuito foi de analisar as características psicomotoras presentes nos movimentos corporais envolvidos nessas atividades, e também avaliar a Tomada de Consciência corporal desses sujeitos por meio de uma atividade adaptada de Piaget. Com uma abordagem descritiva-exploratória foram analisados e interpretados os dados que se referiram às lembranças das brincadeiras infantis realizadas, bem como a tomada de consciência corporal. Para tanto, a pesquisa foi dividida em dois momentos: 1) análise psicomotora, na qual, por meio de entrevista clínica e individual, coletaram-se os dados verbais pertinentes ao repertório de brincadeiras infantis, esgotando as possibilidades de movimentos que eram realizados pelos sujeitos enquanto crianças, 2) os idosos realizaram uma atividade conhecida como amarelinha, por meio do qual se realizou o processo de Tomada de Consciência corporal. A partir dos resultados obtidos, concluiu-se que as brincadeiras infantis realizadas pelos idosos possuem um caráter psicomotor riquíssimo, e que a maioria dos idosos não apresentou tomada de consciência corporal. Os resultados mostram que uma intervenção baseada na psicomotricidade presente nas brincadeiras infantis que eram realizadas pelos idosos e no processo de Tomada de Consciência corporal pode beneficiar esses sujeitos no processo de escolarização e em sua rotina funcional diária.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UEM/EDUCAÇÃO
  • Área de Conhecimento: EDUCAÇÃO
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 482.12 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: