Tolerância De Híbridos De Milho Aos Herbicidas Mesotrione E Nicosulfuron – Elton Ibrahim Soares

Tolerância De Híbridos De Milho Aos Herbicidas Mesotrione E Nicosulfuron – Elton Ibrahim Soares
Acessar

Resumo:

Dentre os principais herbicidas utilizados no controle de plantas daninhas na cultura do milho, encontra-se o nicosulfuron (Sanson 40 SC) e o mesotrione (Callisto 480 SC), aplicados em pós-emergência e que possuem características que não permitem sua utilização em todos os híbridos de milho. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho foi o de avaliar a tolerância dos diferentes híbridos de milho aos herbicidas nicosulfuron e mesotrione. Os híbridos utilizados foram o Garra, Maximus, Sprint e Tork. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro repetições, em esquema fatorial 4 X 3. Os tratamentos de herbicidas utilizados foram mesotrione na dose de 144,0 g i.a. ha-1 e nicosulfuron na dose de 50,0 g i.a. ha-1. Foram feitas avaliações visuais de sintomas de fitotoxicidade provocadas pelos herbicidas, usando a escala proposta pela European Weed Research Council e medições de altura das plantas aos 7, 14, 21 e 28 dias após aplicação. Foram avaliados também os parâmetros relativos aos componentes de produção da cultura que são: número de grãos por espiga, massa de espiga, massa de 1000 grãos e produtividade final. Os resultados obtidos indicaram que os cultivares de milho testados possuem tolerância diferencial aos herbicidas mesotrione e nicosulfuron. O herbicida nicosulfuron foi o tratamento que mais afetou a maioria dos parâmetros avaliados. O herbicida mesotrione não afetou a produtividade de todos os híbridos testados.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNIOESTE/AGRONOMIA
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 215.51 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: