Tolerância De Genótipos De Cana-De-Açúcar A Herbicidas – Leandro Galon

Tolerância De Genótipos De Cana-De-Açúcar A Herbicidas – Leandro Galon
Acessar

Resumo:

Objetivou-se com este trabalho avaliar a tolerância de genótipos de cana-de-açúcar aos herbicidas ametryn, trifloxysulfuron-sodium e a mistura formulada de (ametryn + trifloxysulfuron-sodium). Foram conduzidos dois experimentos um em casa-de-vegetação e outro a campo, no Centro Experimental de Pesquisa da Cana-de-açúcar, situado 20º20’S e 43º48’W no município de Oratórios-MG. No experimento de casa-de-vegetação, que teve como objetivo avaliar a tolerância dos genótipos SP80-1816, RB855113 e RB867515, tratados com quatro doses dos herbicidas (0, 0,5, 1, e 3,0 vezes a recomendada para a cultura), utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. As avaliações da intoxicação das plantas pelos herbicidas foram realizadas aos 14, 28 e 42 dias após a aplicação dos tratamentos e os efeitos dos herbicidas sobre a área foliar e a massa da matéria seca da parte aérea foram quantificados aos 80 dias após a brotação das gemas. No segundo ensaio conduzido em condições de campo usou-se o analisador de gases no infravermelho (IRGA) aos 85 dias após o plantio, para avaliar os efeitos de ametryn (2.000 g ha-1), trifloxysulfuron-sodium (22,5 g ha-1) e ametryn + trifloxysulfuron-sodium (1463 + 37,0 g ha-1) sobre as características relacionadas à atividade fotossintética dos genótipos de cana-de-açúcar (RB72454, RB835486, RB855113, RB867515, RB947520 e SP80-1816). Neste mesmo ensaio avaliou-se ainda os efeitos dos herbicidas em dez genótipos, os seis citados anteriormente mais o RB855156, RB925211, RB925345 e RB937570,) sobre os componentes de produtividade e da qualidade tecnológica da cana-de-açúcar. Este experimento foi realizado em parcelas subdivididas, em delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições. Para o ensaio de casa-de-vegetação o genótipo RB855113 foi o mais sensível a todos os herbicidas e doses aplicadas seguido do SP8018-16. O genótipo mais tolerante a todos os herbicidas foi o RB867515. Para o experimento de campo observou-se que o herbicida ametryn provocou maiores danos no mecanismo fotossintético dos genótipos da cana-de-açúcar quando comparado aos demais herbicidas. Os herbicidas ocasionaram intoxicação diferenciada sobre os genótipos, sendo o RB855156 o mais sensível e os genótipos RB925345, RB947520 e SP80-1816 os mais tolerantes. A produtividade de colmos e de açúcar do genótipo RB855156 foi mais afetadas por todos os herbicidas, sendo que o trifloxysulfuron-sodium foi o que mais influenciou essas características, além deste ocasionar efeitos negativos também ao genótipo RB835486. A produtividade de colmos e de açúcar do genótipo RB855113 foi influenciada de forma acentuada sob ação do ametryn + trifloxysulfuron-sodium. Conclui-se que os genótipos de cana-de-açúcar apresentaram tolerância diferencial ao ametryn, ao trifloxysulfuron-sodium e a mistura de ametryn + trifloxysulfuron-sodium, tanto nas maiores doses quanto na dose comercial, indicando assim cuidados com o uso desses produtos no momento de aplicação e também na escolha do genótipo a ser cultivado para que não se tenha problemas de intoxicação e queda na produtividade da cultura.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFV/FITOTECNIA (PRODUÇÃO VEGETAL)
  • Área de Conhecimento: FITOTECNIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 506.08 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: