Tipologia Textual E Ativação De Terminologia: Um Estudo Em Manuais Técnicos De Produtos Tecnológicos – Adila Beatriz Naud De Moura

Tipologia Textual E Ativação De Terminologia: Um Estudo Em Manuais Técnicos De Produtos Tecnológicos – Adila Beatriz Naud De Moura
Acessar

Resumo:

O propósito desta tese é investigar os mecanismos; de caráter lingüístico-textual; que respondem pela ativação de termos técnicos em manuais de produtos tecnológicos. Delimitamos o campo da investigação a unidades lexicais e semiológicas; de valor especializado; em quatro manuais técnicos que tratam de procedimentos de uso de produtos tecnológicos – relógios de ponto automatizados. Partimos da hipótese de que há uma relação significativa entre tipologia textual e ativação da terminologia. O estudo orienta-se; quanto à abordagem textual; pela proposta semiolingüística de Charaudeau; nos três níveis de competência: situacional; discursiva e semiolingüística (2001); e; quanto à Terminologia; pelos princípios da Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) (CABRÉ; 2003). Para tanto; desenvolvemos dois focos de investigação: (a) descrever a tipologia textual constituída pelos manuais; que são textos técnicos; modalizados pela dimensão deôntica da prescrição; (b) identificar os mecanismos sintático-semânticos de engendramento das unidades terminológicas nos manuais estudados. Elegemos como ambiente privilegiado de investigação dos mecanismos estruturas lingüísticas com a preposição para (e estruturas equivalentes: a fim de (loc. prep.); para que (loc. conjunt.); a fim de que (loc.conjunt.)); organizadas em frases; extraídas do corpus; a partir de grafos de busca criados a partir do programa Unitex. A escolha recaiu nessa preposição em razão de ela ter como propriedade semântico-lexical as categorias estativo-finalidade e ser do tipo predicadora (BERG; 2005); aspectos que interessam à hipótese de ser nesse habitat a ativação da terminologia da área de especialidade estudada. Criou-se uma regra que representasse as possibilidades de análise das frases com a preposição para – {PARA realizar (xt); use (yt)}; em que para é classificada como um Marcador de Finalidade (MF). As extrações; visualizadas em frases; foram submetidas à verificação da presença de unidades lexicais e semióticas. Os resultados apontam para a presença de unidades terminológicas na posição de (xt) e (yt). Para a refinação dos resultados; submetemo-los à ótica de especialista para a validação dos dados. As estruturas frasais foram denominadas de fraseamentos; considerando que são unidades típicas dos manuais: contêm a característica deôntica; evidenciam a modalidade delocutiva; a organização semiolingüística (o texto nos níveis de composição; construção gramatical e uso do léxico) e a terminologia da área. Os resultados da investigação indicam que a estrutura {PARA realizar (xt); faça (yt)}; realizada em fraseamentos com MF; é um dos locus do habitat para a ativação de terminologias em manuais técnicos. Trata-se de um estudo que reúne elementos textuais e lingüísticos; não se limitando aos aspectos conceituais da comunicação especializada.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/LETRAS
  • Área de Conhecimento: LINGÜÍSTICA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1,016.91 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: