Tipologia Das Famílias Residentes No Estado Do Rio De Janeiro Segundo A Estrutura Das Despesas De Consumo – Rachel Glória Mello Rogaglia Gomes

Tipologia Das Famílias Residentes No Estado Do Rio De Janeiro Segundo A Estrutura Das Despesas De Consumo – Rachel Glória Mello Rogaglia Gomes
Acessar

Resumo:

Esta dissertação nasceu no contexto da discussão sobre a interiorização do comércio no estado do Rio de Janeiro; da qual a autora participa; motivada pelas profundas desigualdades observadas entre a capital e o interior do estado. Essa discussão requer informações sobre a demanda das famílias por produtos e serviços nos diversos municípios do estado para apoiar programas e ações. No entanto; a projeção de demanda; implica o uso de sistemas de equações que devem ter a propriedade aditiva; para que a soma dos valores projetados por produto ou serviço seja igual à projeção para o total. No entanto; as curvas com propriedade aditiva não são as que melhor se ajustam aos dados; gerando um conflito estatístico: manter a propriedade aditiva errando na projeção por produto ou estimar bem a demanda por produto e errar no total de renda disponível para consumo? Dentre as soluções encontradas na literatura científica; a construção de uma tipologia de famílias e a projeção da demanda para cada tipo de família apresenta-se como uma das mais promissoras; visto que esta aproximação conduziria a grupos com menor variação do nível de renda; permitindo um melhor ajuste aos dados das funções de Engel com propriedade aditiva. A construção de tipologias de famílias requer análise de grupamentos; geralmente precedida pela análise de componentes principais para a redução do número de dimensões estudadas. No entanto; com dados provenientes de uma amostra complexa; que inclui em seu desenho estratificação e conglomeração; a análise de componentes principais não pode ser feita pelas rotinas disponíveis nos sistemas estatísticos usuais; visto que a estimativa da matriz de variância seria enviesada pelo pressuposto de independência e igual distribuição contido nas rotinas programadas. Uma solução proposta na literatura consiste em estimar corretamente a matriz de variância e usá-la como entrada para as rotinas usuais de componentes principais. Seguindo essas recomendações; esta dissertação buscou a construção de tipos de famílias; definidos em função da estrutura de gastos de consumo; por meio das técnicas referidas; a partir dos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2002-2003 (POF); realizada pelo IBGE. Para mostrar a importância de utilizar as informações estruturais de um desenho de amostra complexo; duas tipologias foram elaboradas e seus resultados comparados. Uma das tipologias foi construída pressupondo; ingenuamente; que os dados da POF eram independentes e igualmente distribuídos; enquanto a outra considerou o plano de amostragem utilizado na POF. Os resultados indicaram a existência de alterações importantes nas tipologias construídas; indicando que a estimação correta da métrica utilizada para medir as distâncias entre os pontos (ou famílias) é um aspecto fundamental do método utilizado.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: ENCE/ESTUDOS POPULACIONAIS E PESQUISAS SOCIAIS
  • Área de Conhecimento: ESTATÍSTICA SÓCIO-ECONÔMICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2005
  • Tamanho: 408.82 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: