Tipagem Molecular Do Papilomavírus Humano E Estudo Imunocitoquímico Da P16Ink4A Em Pacientes Com E Sem Lesões Escamosas Intra-Epiteliais E Invasoras De Colo Uterino – Taise Palmeiras De Freitas

Tipagem Molecular Do Papilomavírus Humano E Estudo Imunocitoquímico Da P16Ink4A Em Pacientes Com E Sem Lesões Escamosas Intra-Epiteliais E Invasoras De Colo Uterino – Taise Palmeiras De Freitas
Acessar

Resumo:

O objetivo deste trabalho foi investigar a presença de Papilomavírus Humano (HPV) e de seus subtipos virais 16 e 18, através da técnica de reação em cadeia da polimerase, em pacientes com e sem lesão escamosa intraepitelial e neoplasia invasora do colo uterino, diagnosticadas ao exame citopatológico, e correlacionar estes resultados com a expressão imunocitoquímica da proteína p16INK4A em esfregaços cervicais. Foram analisadas 129 amostras cervicais de pacientes provenientes de dois serviços públicos de Belo Horizonte-MG, Brasil. O índice de detecção de HPV foi maior (91,5%) nas amostras com diagnóstico citológico positivo. A detecção de HPV -16 ou HPV-18 foi verificada em 70,83% das amostras com lesão escamosa intraepitelial de alto grau (LAG)/carcinoma invasor, em 40% das amostras com lesão escamosa intraepitelial de baixo grau (LBG) e em 50% dos casos de células escamosas atípicas de significado indeterminado/células glandulares atípicas de significado indeterminado (ASCUS/AGUS). Dentre as amostras em que foi detectado HPV-18, 44,4% apresentaram imunorreatividade positiva para p16INK4A. Para as amostras com HPV-16, HPV não determinado e HPV negativo, essa positividade foi de 28,6%, 25,9% e 17,6%, respectivamente, não se constatando associação estatisticamente significativa entre a imunorreatividade para p16INK4A e os tipos virais de alto risco oncogênico pesquisados neste trabalho. A imunorreatividade para p16INK4A foi detectada em 47,8% das amostras com LAG, em 26,7% naquelas com LBG, em 25% com ASCUS/AGUS e em 16% das amostras com diagnóstico citopatológico negativo, havendo associação estatisticamente significativa entre a expressão aumentada da p16INK4A e a presença de LAG (p<0,01; OR=4,813; ICOR95%=1,580-14,661).

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFMG/CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
  • Área de Conhecimento: FARMACOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 1.63 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: